Total de visualizações de página

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Prisão não é a única solução para a "insegurança" no México

O Papa declarou hoje que a prisão não constitui hoje a única solução para a "insegurança", no decurso de uma visita a um centro penitenciário que acolhe 3.000 detidos na fronteira com os Estados Unidos.

"Por vezes, parece que as prisões se propõem garantir que as pessoas sejam incapazes de continuar a cometer delitos, mais do que promover os processos de reabilitação", declarou o Papa Francisco na prisão de Cuidad Juárez (norte).
"O problema da insegurança não se resolve apenas pela detenção, mas constituiu um apelo à ação para enfrentar as causas estruturais e culturais da insegurança", acrescentou.
O Papa falava perante várias centenas de detidos desta prisão, que já foi considerada uma das mais perigosas da América Latina, e que agora acolhe mulheres.
Esta visita do Papa a um estabelecimento prisional ocorre alguns dias após os grandes incidentes numa prisão de Monterrey (nordeste do México) que provocaram 49 mortos entre os detidos de bandos rivais.
Mais tarde, o Papa deverá apelar para a segurança e o acolhimento de imigrantes no continente norte-americano, durante uma missa transfronteiriça inédita e particularmente simbólica, ao longo da vedação que separa o México do Texas, em plena campanha para as presidenciais norte-americanas.
Fonte: NM


Nenhum comentário: