Total de visualizações de página

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Cada vez mais gente ganha dinheiro a vender crianças na Nigéria

Reportagem no terreno da CNN colocou jornalista a negociar compra de várias crianças.

A ascensão dos extremistas do Boko Haram obrigou à fuga em massa de muitos nigerianos. O governo local criou campos para receber os deslocados, mas o fluxo é tal que há um outro negócio a florescer por estes dias: o tráfico de crianças.
Uma reportagem da CNN mostra como, com o contacto certo, é possível comprar crianças na Nigéria por algumas centenas de euros. Sejam rapazes ou raparigas, mais crescidos ou mais pequenos, o fenómeno alastra e há cada vez mais crianças vítimas.
Ao telefone, a CNN fez questões sobre se era possível comprar uma criança para adoção. A maior parte destes negócios, porém, está muito longe de representar uma segunda oportunidade para estas crianças. Muitas são vendidas para trabalhar como escravas.
Embora a legislação nigeriana seja atualmente mais punitiva, o que é certo é que o fenómeno não abrandou. Pelo contrário. O governo estima mesmo que haja no país cerca de oito milhões de crianças envolvidas em trabalho ilegal.
A segunda edição do Índice de Escravatura Global, de 2014, colocava a Nigéria no topo dos países da África subsariana no que ao tráfico de seres humanos diz respeito.
Na mesma altura, a Nigéria recebeu elogios por ter uma agência, a Naptip, que se destacava no continente africano no combate a este crime. Os esforços, porém, parecem insuficientes, muito por culpa do avanço do Boko Haram, que tem deixado cada vez mais crianças desprotegidas.
Fonte: NM


Nenhum comentário: