Total de visualizações de página

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Baixa do preço de petróleo diminuiu pirataria no golfo da Guiné

A secretária-executiva da Comissão do Golfo da Guiné disse hoje que a queda do preço do pretóleo e "medidas adotadas por alguns países membros de proteção das suas zonas marítimas contribuíram para a diminuição da pirataria marítima na região.

"Muitos países criaram estruturas de segurança bastante mais eficazes que intimidaram os piratas, isso por um lado, mas por outro, a questão do preço do petróleo fez desencorajar um pouco os piratas que roubavam petróleo", disse Adenike Ukonga no final de um encontro hoje com o ministro dos Negócios Estrangeiros são-tomense, Salvador dos Ramos.
A secretária-executiva da Comissão do Golfo da Guiné acredita, entretanto, que é necessário continuar a sensibilizar os países membros para manterem e reforçar as medidas de proteção.
"Pensamos que devemos continuar com o programa de sensibilização aos países para que eles possam assumir verdadeiramente a responsabilidade da segurança marítima", defendeu.
Adenike Ukonga está a visitar os países membros para abordar a situação da organização, que na sua opinião precisa de ser "mais eficaz".
"Preparámos um documento e fizemos a sua apresentação, falámos da maneira como envolver mais os países membros e da questão do financiamento, da importância que norteou a criação da Comissão e, finalmente, da nossa próxima reunião, que terá lugar em princípio de abril próximo", explicou.
Adenike Ukonga que deixou o país ainda hoje com destino a Libreville, fez-se acompanhar do secretário executivo adjunto da organização e responsável para as questões políticas, o angolano Gilberto Veríssimo.
Fonte: NM


Nenhum comentário: