Total de visualizações de página

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Adolescente decapitado pelo Daesh por ouvir música ocidental

A lei do autodenominado Estado Islâmico impede os seus seguidores de ouvir música em locais públicos.

Ayham Hussein, de 15 anos, foi decapitado por militantes do autodenominado Estado Islâmico sob a acusação de ouvir música ocidental, afiança o Daily Mail.
O adolescente havia sido detido pelo grupo extremista islâmico depois de ter sido alegadamente apanhado a ouvir música pop num leitor de cd’s portátil, em Mosul, no Iraque.
A imagem acima mostra os momentos que antecedem a decapitação do rapaz, numa execução pública. O corpo terá sido enviado à família na terça-feira.
Recorde-se que de acordo com a sharia, a lei do Daesh, a música deve ser banida dos “carros, das festas, das lojas e de locais públicos”. Em janeiro do ano passado, quatro músicos que terão recebido 90 vergastadas por tocarem música ‘não islâmica’.
“As canções e a música são proibidas no Islão porque impedem a memória de Deus e do Corão e são uma tentação e uma corrupção do coração”, determina a mesma lei.
Fonte: NM


Nenhum comentário: