Total de visualizações de página

terça-feira, 31 de março de 2015

Composto presente em aipos, pimentões e outros vegetais pode ajudar na memória

Quanto maior a idade, menor a memória? Isso pode mudar. Em um novo estudo sobre a luteolina, pesquisadores relatam que uma dieta rica em tal composto vegetal reduz as inflamações no cérebro relacionadas ao déficit de memória que pode vir com o avanço da idade.
A luteolina é encontrada em muitas plantas, como cenouras, pimentões, aipos, óleo de oliva, menta, aloe vera e camomila.
O estudo, publicado no Journal of Nutrition, examinou os efeitos da luteolina dietética no envelhecimento de ratos. Os pesquisadores focaram a atenção nas células microgliais (células imunológicas especializadas do cérebro e medula espinhal). Quando ocorre uma infecção, a micróglia é estimulada a produzir moléculas sinalizadoras, chamadas citocinas, que por sua vez estimulam uma série de mudanças químicas no cérebro. Algumas dessas moléculas sinalizadoras, as citocinas inflamatórias, induzem o organismo um “modo de doença”: a sonolência, perda de apetite, déficit de memória e comportamento depressivo que geralmente acompanham as enfermidades.
Inflamações no cérebro também parecem ser um fator de contribuição chave para os problemas de memória relacionados à idade, segundo o professor de ciências animais Rodney Johnson, da Universidade de Illinois, que conduziu o estudo. “Anteriormente nós descobrimos que durante o envelhecimento normal, algumas células microgliais ficam desreguladas e começam a produzir níveis excessivos de citocina inflamatória”, afirma o pesquisador. “Nós pensamos que isso contribui para o envelhecimento cognitivo e é um fator de predisposição para o desenvolvimento de doenças degenerativas do sistema nervoso”.
Johnson passou aproximadamente uma década estudando as propriedades antiinflamatórias dos nutrientes e vários compostos vegetais bioativos, inclusive a luteolina. Estudos anteriores haviam mostrado que o composto tem efeitos antiinflamatórios no corpo. Mas esse é o primeiro estudo a sugerir que a luteolina melhora a saúde cognitiva ao agir diretamente nas células microgliais para reduzir sua produção de citocinas inflamatórias no cérebro.
Conforme mostraram os pesquisadores, as células microgliais que foram expostas a uma toxina bacteriana produziram citocinas inflamatórias que poderiam matar neurônios. Contudo, de acordo com Johnson, quando a micróglia foi exposta à luteolina antes de entrar em contato com a toxina, os neurônios sobreviveram, porque ela inibiu a produção de mediadores neurotóxicos inflamatórios.
Os pesquisadores também descobriram que a exposição apenas dos neurônios à luteolina antes do experimento foi indiferente para sua sobrevivência. “Isso demonstra que a luteolina não está protegendo os neurônios diretamente”, afirma Johnson. “Ela está fazendo isso através das células microgliais”.
Em seguida, eles estudaram os efeitos da luteolina no cérebro e no comportamento de ratos adultos (3 a 6 meses de idade) e idosos (2 anos de idade). Eles foram alimentados ou com uma dieta controlada, ou com suplementos de luteolina, durante quatro semanas. Foram avaliados a memória espacial dos ratos e os níveis de marcadores inflamatórios no hipocampo, uma região do cérebro que é importante para a memória e a noção espacial. Normalmente, ratos idosos têm mais moléculas inflamatórias no hipocampo e não se saem tão bem nos testes de memória quanto os ratos mais jovens. Contudo, aqueles que foram alimentados com a dieta de luteolina se saíram melhor nas tarefas de aprendizado e memória do que seus pares, e os níveis de citocinas inflamatórias nos seus cérebros eram mais parecidos com os de ratos jovens.
“Quando fornecemos luteolina na dieta dos ratos idosos, os níveis de inflamação no cérebro foram reduzidos e a memória foi restaurada ao mesmo padrão vistos nos jovens”, diz Johnson. “Nós acreditamos que a luteolina acessa o cérebro e inibe ou reduz a ativação de células microgliais e a produção de citocinas inflamatórias. Esse feito antiinflamatório é, possivelmente, um mecanismo que permite que a memória seja restaurada ao que era numa idade menor”. Para ele, tais resultados sugerem que manter uma dieta saudável tem potencial para reduzir a inflamação associada ao envelhecimento no cérebro, o que pode resultar em uma maior saúde cognitiva.
Fonte: hypescience

Porque você deve comer seus vegetais

Muitos animais utilizam cores, baseadas em carotenoide, para indicar sua capacidade de atração. Os carotenoides são gerados por organismos fotossintéticos, como plantas, bactérias, algas e fungos, e são responsáveis pela coloração amarelada e avermelhada, como, por exemplo, a plumagem vermelha brilhante de pássaros cardeais.
As cores (baseadas em carotenoides) dos animais são o nosso equivalente ao que é ser “sexy”, porque indicam a capacidade de um animal de se alimentar de forma eficiente.
Elas também fornecem informações sobre a fisiologia subjacente de um indivíduo. Os carotenoides ajudam a proteger os tecidos contra estresse oxidativo, então níveis mais elevados de coloração podem indicar robustez contra doenças cardiovasculares, diabetes, cânceres e outros processos degenerativos relacionados com a idade.
Carotenoides também parecem facilitar a atividade imunológica, e podem, portanto, sinalizar a capacidade de um animal de tolerar e/ou combater infecções.
Os seres humanos também, dentre muitas espécies, expressam pigmentação carotenoide. Inclusive, um estudo recente indicou que até mesmo pequenas variações no nosso consumo de carotenoide – principalmente na forma de frutas e legumes – podem levar a diferenças visíveis na cor da nossa pele.
E, claro, essas diferenças estão associadas com o quanto atraentes e saudáveis nós parecemos para as outras pessoas.
A nova pesquisa durou seis semanas. 35 voluntários foram analisados no início do estudo, com 3 semanas, e depois com 6 semanas.
A coloração das peles foi medida utilizando um espectrofotômetro, que emite luz em uma área de pele e registra quanto do que é refletido e que cores estão presentes na luz refletida, o que produz um resultado que indica leveza, vermelhidão e amarelamento do pedaço de pele examinado (sete, no caso desse estudo).
Em média, os voluntários relataram ingerir 3,4 porções de frutas e vegetais por dia (geralmente, especialistas recomendam 5 porções por dia).
Participantes que aumentaram o seu consumo ao longo do estudo pareciam mais bronzeados, um padrão que foi sem dúvida impulsionado por aumentos significativos nas cores vermelho e amarelo.
O resultado foi visto em todos os sete pedaços de pele examinados, e não apenas no subconjunto dos três no rosto. Também, as variações só foram perceptíveis depois de 6 semanas, e não 3.
Para ter certeza de que os padrões observados realmente resultaram do consumo de carotenoides, os cientistas examinaram mudanças na refletância da pele ao longo da gama de comprimentos de onda dominados por coloração carotenoide.
Os padrões experimentais foram comparados com as curvas de refletância de três diferentes carotenoides (alfa-caroteno, beta-caroteno, e licopeno), e com a melanina, o pigmento responsável pelo escurecimento de nossa pele.
A curva média de carotenoides alinhava estreitamente com a curva de refletância descrevendo o padrão observado nos participantes do estudo, o que parece ter sido impulsionado principalmente pelo licopeno, o carotenoide encontrado em frutas como tomate e mamão.
Os dados de refletância observados não foram, no entanto, semelhantes à curva de melanina. Juntas, as descobertas indicam que o aumento no consumo de frutas e vegetais – especialmente vermelhos brilhantes – pode resultar em alterações visíveis em nossa pele.
Como somos e como parecemos
Para saber que diferença isso fazia socialmente, os pesquisadores pediram que pessoas analisassem fotos dos participantes do estudo dizendo se pareciam atraentes, saudáveis, etc.
Os rostos que foram classificados como mais amarelados, mais saudáveis e mais atraentes foram aqueles com mudanças positivas na cor da pele baseadas no consumo de frutas e vegetais.
Uma diferença de pouco menos de 2 porções por dia já é suficiente para permitir uma discriminação de pele mais amarela, enquanto os rostos percebidos como mais saudáveis e atraentes consumiam 2,9 e 3,3 porções a mais por dia, respectivamente.
Os autores apontam que o tom original da pele pode desempenhar um papel importante, já que indivíduos asiáticos e africanos, por exemplo, têm geralmente tom de pele mais escuro do que os caucasianos e, portanto, requerem maiores mudanças na dieta a fim de alcançar diferenças visíveis na cor da pele.
Curiosamente, porém, um estudo anterior do mesmo laboratório descobriu que pessoas de todas as etnias achavam a pele amarelada mais saudável e atraente, independente da etnia da pessoa com a pele mais amarelada.
Existem ainda algumas perguntas sem resposta – por exemplo, as pessoas atingem um “ponto de saturação” em que o aumento do consumo de carotenoide não tem mais benefícios positivos? Como, exatamente, os carotenoides mudam a cor da nossa pele, como pigmentos, ou levando à melhora do fluxo sanguíneo? A visão de cores torna-se menos aguda com a idade, então maiores fluxos de carotenoides são necessários para chamar a atenção de espectadores mais velhos?
Quaisquer que sejam as respostas a estas perguntas, uma coisa é certa: nossos pais tinham razão em nos obrigar a comer frutas e vegetais.
Fonte: hypescience

Comer espinafre todos os dias pode deixar seu cérebro 11 anos mais jovem

vegetais verduras declinio mental
Ninguém discorda que vegetais são bons para a saúde. Mas você sabia que a ingestão de apenas uma porção de folhas verdes por dia poderia prevenir a demência?
Pesquisadores da Universidade de Rush em Chicago (EUA) avaliaram anualmente a dieta e capacidade mental de cerca de 950 pessoas idosas durante dois a dez anos.
Os participantes, que tinham uma idade média de 81 anos, fizeram 19 testes para avaliar a sua função mental. Também, usando uma lista com 144 itens, tiveram que identificar que alimentos e bebidas tinham mais destaque em sua dieta.
Os que comiam vegetais de folhas verdes, como espinafre e couve, uma ou duas vezes por dia experimentaram declínio cognitivo significativamente menor do que aqueles que não comiam tantos vegetais, mesmo quando outros fatores, como educação, exercício e histórico familiar de demência foram levados em conta.

Efeito duradouro

Em média, os participantes que comiam mais folhas verdes interromperam o declínio mental por uma média de 11 anos.
“Perder a memória ou habilidades cognitivas é um dos maiores medos das pessoas à medida que envelhecem. Como o declínio da capacidade cognitiva é central para a doença de Alzheimer e outras formas de demência, o aumento do consumo de vegetais de folhas verdes pode oferecer uma maneira muito simples, acessível e não invasiva de potencialmente proteger o cérebro”, disse a principal pesquisadora do estudo, Martha Clare Morris.
Morris crê que os benefícios das verduras são provavelmente ligados a seus elevados níveis de vitaminas e nutrientes, como vitamina K, luteína, folato e beta-caroteno. 
Fonte: NM

Conflito ONU retira funcionários internacionais do Iémen

As Nações Unidas anunciaram hoje que decidiram retirar todos os funcionários internacionais da organização a trabalhar no Iémen, por razões de segurança.
MUNDO
ONU retira funcionários internacionais do Iémen
O trabalho da ONU no país vai ser garantido pelos funcionários nacionais da organização.
A retirada dos internacionais teve início no fim de semana e terminou hoje, com a saída dos últimos 13 funcionários, disse em conferência de imprensa o porta-voz da ONU, Farhan Haq.
Até à semana passada, a ONU tinha no país mais de 100 funcionários internacionais no Iémen.
O enviado especial do secretário-geral da ONU para o Iémen, Yamal Benomar, que nos últimos meses tem tentado negociar uma solução para a crise que se vive, também abandonou hoje o país.
Na conferência de imprensa, a ONU voltou a insistir com as partes para retomarem o diálogo.
O Iémen vive uma crise política desde 22 de janeiro na sequência da renúncia do Presidente Abd Rabbo Mansur Hadi e do seu Governo, dois dias depois de a milícia xiita "huthis" assumir o controlo do palácio presidencial.
Os "huthis" já assumiram o controlo de sete províncias do país, mas a ONU considera Abd Rabbo Mansur Hadi como o "Presidente legítimo" do Iémen.
O Presidente, reconhecido pela comunidade internacional, exilou-se a semana passada na Arábia Saudita, país que lidera uma coligação árabe que iniciou bombardeamento no Iémen sobre posições dos rebeldes.
Na segunda-feira, os ataques da coligação atingiram um campo de deslocados, que provocaram dezenas de mortes e feridos, informaram os rebeldes.
A ONU confirmou hoje que pelo menos 29 civis morreram e 41 ficaram feridos no ataque.
O Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos alertou hoje para a rápida deterioração da situação no Iémen e avisou que o país se encontra próximo do "colapso total".
Fonte: NM

Eleições PSD perde maioria absoluta na Madeira

Notícia está a ser avançada pela TVI.
POLÍTICA
PSD perde maioria absoluta na Madeira
Pela primeira vez não há uma maioria absoluta no Parlamento regional da Madeira.
A recontagem dos votos que esta terça-feira decorreu no Palácio de São Lourenço, no Funchal, retirou a maioria absoluta ao PSD de Miguel Albuquerque que perdeu um deputado. Já a CDU conseguiu eleger o seu 3º deputado.
Em declarações aos jornalistas, o mandatário da candidatura da CDU sublinhou que o seu partido conseguiu “aquilo que muita gente andava atrás: tirar a maioria absoluta ao PSD”.
Leonel Nunes descreveu o dia de hoje como “inesquecível” e revelou que “havia votos da CDU dentro de votos do PSD”.
“Já nos tínhamos esquecido que isto existia aqui na Madeira, mas existe. E hoje fez-se justiça”, acrescentou.
Já o secretário-geral do PSD, Rui Abreu, disse que o partido vai analisar a ata do processo de recontagem dos votos e só depois irá tomar uma decisão quanto a recorrer ou não para o Tribunal Constitucional.
“Apenas fomos informados de que houve um erro informático no carregamento de uma das mesas”, acrescentou.
Fonte: NM

Saúde Investigações detetaram fraudes de 5,5 milhões

As investigações no âmbito do combate à criminalidade económica em 2014 permitiram detetar fraudes que lesaram o Estado português na área da saúde em 5,5 milhões de euros, segundo o Relatório Anual de Segurança Interna (RASI) de 2014.
PAÍS
Investigações detetaram fraudes de 5,5 milhões
De acordo com o documento hoje entregue no parlamento, em 2014 a unidade da Polícia Judiciária de combate à criminalidade económica concluiu "diversas investigações relativas a crimes de corrupção ativa e passiva, recebimento indevido de vantagem, falsificação de documento, associação criminosa, branqueamento de capitais e tráfico de estupefacientes".
Uma das investigações concluídas no ano passado permitiu detetar uma fraude ao Serviço Nacional de Saúde (SNS) com base na "emissão de receituário falso", ou, noutro modo de atuação, prescrevendo equipamentos médicos "a troco de contrapartidas pecuniárias, viagens e logística de consultório".
Os arguidos causaram um "prejuízo ao SNS superior a 1,5 milhões de euros".
"No decorrer destas investigações, envolvendo um número muito significativo de meios, foram realizadas 59 buscas, 33 detenções, constituídos 148 arguidos, ouvidas mais de 250 testemunhas, apreendidos objetos utilizados na prática dos crimes", pormenoriza o relatório, que acrescenta ainda que, em consequência da investigação, foram aplicadas "medidas de coação graves, como a prisão preventiva".
O documento refere também que com o fim das atividades criminosas, "identificou-se a diminuição drástica da despesa do SNS", assim como o efeito inibidor para práticas semelhantes.
Numa outra investigação, também envolvendo receitas médicas falsificadas, no caso prescritas por médicos, foi possível detetar um "esquema fraudulento, que se mantinha desde 2009, tendo em vista a obtenção de medicamentos comparticipados pelo Estado português entre 95% a 100%".
Os medicamentos tinham como destino a reintrodução no mercado nacional, ou a exportação "à revelia das autoridades aduaneiras, obtendo ganhos significativos", numa operação que, segundo o relatório, "lesou o Estado português em quatro milhões de euros" e levou à condenação de 16 dos 18 arguidos, "13 dos quais a penas de prisão efetiva, pela prática de crimes de associação criminosa, falsificação e burla qualificada".
Uma investigação "à prática de atos de corrupção ativa e passiva, envolvendo funcionários da Autoridade Tributária, profissionais forenses, responsáveis de clubes desportivos, entre outros" levou à constituição de 17 arguidos pela "comercialização de informação, sob segredo fiscal e profissional" e pela prática de "atos fiscalmente relevantes, mas forjados, a troco de contrapartidas pecuniárias".
"Esta investigação permitiu evidenciar fragilidades de funcionamento e controlo nos serviços em causa"", acrescenta o relatório.
Num caso de furto de obras de arte e branqueamento, uma outra investigação, que começou mais por incidir no furto, em 2011, de dois chifres de rinoceronte do século XVIII avaliados em 400 mil euros e que pertenciam ao do Museu da Ciência da Universidade de Coimbra, desenvolveu-se depois para "crimes de furto qualificado, contrabando qualificado e branqueamento, perpetrados por dois indivíduos estrangeiros".
"No decurso da investigação foram ainda identificados e detidos no aeroporto de Lisboa mais dois cidadãos estrangeiros, pai e filho, na posse de uma significativa quantia em dinheiro e seis chifres de rinoceronte", refere o relatório.
Fonte: NM

Nigéria Depois de três derrotas, general de 72 anos vence presidenciais

Muhammadu Buhari reivindicou hoje a vitória nas eleições presidenciais na Nigéria, tendo já recebido um telefonema de felicitações do Presidente em exercício e candidato derrotado, Goodluck Jonathan, mesmo antes de terem sido divulgados os resultados oficiais finais.
MUNDO
Depois de três derrotas, general de 72 anos vence presidenciais
Ao fim de três derrotas, em 2003, 2007 e 2011, este antigo general, de 72 anos, autor de um golpe de Estado em 1983, de etnia Peul, originário do Norte de maioria muçulmana, reivindicou hoje a vitória e prometeu desembaraçar os nigerianos da corrupção, considerada como um dos priores males da primeira potência económica de África.
A Comissão Eleitoral Independente da Nigéria, que começou a contabilizar os votos na segunda-feira, suspendeu a contagem até às 20:00 locais (e de Lisboa).
Não obstante, a vitória de Buhari é dada por garantida, uma vez que já conta com 14.951.140 votos, perante os 12.827.522 de Jonathan.
Fonte: NM

Efeito estufa Apenas 32 países entregaram compromissos de redução de emissões

Apenas 32 de 195 governos cumpriram o rigoroso prazo limite, terminado hoje, para apresentarem os compromissos de redução das emissões de gases com efeito de estufa (GEE) destinados à Cimeira do Clima, marcada para dezembro, em Paris.
MUNDO
Apenas 32 países entregaram compromissos de redução de emissões
Analistas, porém, adiantaram que os compromissos são encorajadores, por norma, mesmo que o objetivo da Organização das Nações Unidas (ONU), de limitar a subida média da temperatura a dois graus centígrados (2ºC) permaneça distante, de forma preocupante.
Entre os principais emissores de dióxido de carbono, os EUA e a União Europeia apresentaram as suas posições, como esperado, tal como o México, o primeiro dos designados países em desenvolvimento a fazê-lo.
Mas outros destes países, como a China, Índia e Brasil, ainda não apresentaram qualquer proposta, o que pode complicar ainda mais um processo, já de si complicado, acrescentaram alguns observadores.
"Apesar de ter havido algum progresso nas propostas do Governo para o período subsequente a 2020, com vários países a evoluírem de 'inadequado' para 'médio', as propostas continuam muito distantes de serem compatíveis com o objetivo 2ºC", afirmou Bill Hare, do Climate Analytics, um grupo de observação das negociações.
O atraso [na entrega dos compromissos] está a tornar-se um problema", considerou Celia Gautier, da secção francesa do Climate Action Network (CAN), que junta várias organizações não-governamentais (ONG).
"Quanto mais os governos se atrasarem, menos vontade vão ter de comparar as suas propostas com as dos outros países e melhorar o que apresentaram", previu.
O fim de março tinha sido o prazo estipulado para os membros da Convenção Quadro da ONU sobre Alterações Climáticas (UNFCCC, na sigla em Inglês) para colocarem as suas propostas na mesa.
Voluntárias, mas sujeitas a escrutínio, estas manifestações de intenções de contribuições nacionais (INDC, na sigla em inglês) são vistas como podendo ser a base de um pacto a aprovar em Paris, em 11 de dezembro, para limitar o aquecimento global a 2ºC em relação aos níveis pré-industriais.
O prazo de hoje aplicava-se aos países "prontos para o fazer", segundo o acordo alcançado em Lima, em dezembro. Os que o fizeram incluem o segundo maior emitente mundial, os EUA, e o terceiro, a União Europeia, que representa 28 Estados.
"Dois terços dos países industrializados, que representam 65% das emissões de GEE da parte industrializada do mundo já estabeleceram as suas ambições" para Paris, resumiu a diretora da UNFCCC, Christiana Figueres.
O ministro do Ambiente da Índia, Prakash Javadekar, disse à AFP que vai apresentar a sua intenção "em devida altura" antes de Paris, mas sem especificar data.
China, o principal emissor mundial de GEE, Austrália, Japão e Federação Russa devem apresentar as suas intenções até junho.
Fonte: NM

UNICEF Pelo menos 62 crianças mortas no Iémen na última semana

Pelo menos 62 crianças foram mortas e 30 ficaram feridas no Iémen durante os combates ocorridos a semana passada, denunciou hoje o Fundo da ONU para a Infância (UNICEF).
MUNDO
Pelo menos 62 crianças mortas no Iémen na última semana
"As crianças precisam desesperadamente de proteção e ambas as partes dos conflitos devem fazer tudo para manter as crianças a salvo", disse a representante da UNICEF do Iémen, Julien Harneis.
O Iémen vive uma crise política desde 22 de janeiro passado, na sequência da renúncia do Presidente Abd Rabbo Mansur Hadi e do seu Governo, dois dias depois de a milícia xiita "huthis" assumir o controlo do palácio presidencial.
Os "huthis" já assumiram o controlo de sete províncias do país, mas a ONU considera Abd Rabbo Mansur Hadi como o "Presidente legítimo" do Iémen.
O Presidente reconhecido pela comunidade internacional exilou-se a semana passada na Arábia Saudita, país que lidera uma coligação árabe que iniciou bombardeamento no Iémen sobre posições dos rebeldes.
Na segunda-feira, os ataques da coligação atingiram um campo de deslocados, que provocaram dezenas de mortes e feridos, informaram os rebeldes.
A ONU confirmou hoje que pelo menos 29 civis morreram e 41 ficaram feridos no ataque.
O Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos alertou hoje para a rápida deterioração da situação no Iémen e avisou que o país se encontra próximo do "colapso total".
Fonte: NM

Música Tabanka Djaz celebram 25 anos no Coliseu dos Recreios

O grupo Tabanka Djaz completa 25 anos de carreira e vai dar a oportunidade aos fãs de os verem atuar ao vivo no Coliseu dos Recreios, em Lisboa.
CULTURA
Tabanka Djaz celebram 25 anos no Coliseu dos Recreios
Um dos grupos mais conhecidos do panorama musical guineense, os Tabanka Djaz, vão atuar no Coliseu dos Recreios no dia 10 de abril como parte da celebração dos seus 25 anos de carreira.
Os Tabanka Djaz foram o primeiro grupo musical africano de expressão portuguesa a atingir os 40 mil exemplares vendidos com o álgum 'Sperança'. Este foi, aliás, o trabalho do grupo que valeu três nomeações para os Grammys africanos, os Ngwomo.
Já habituados a digressões intenacionais, os Tabanka Djaz já passaram pelos EUA, pelo Brasil e até pela Europa, com participações nos seus espetáculos de grandes nomes da música com língua portuguesa, entre eles Daniela Mercury, Ivete Sangalo, Martinho da Vila ou Fafá de Belem.
Fonte: NM

EUA Casa Branca retira bloqueio de ajuda militar ao Egipto

O Presidente norte-americano, Barack Obama, informou hoje o seu homólogo egípcio, Abdel Fattah al-Sisi, da sua decisão de levantar o bloqueio de ajuda militar dos Estados Unidos, em vigor desde outubro de 2013.
MUNDO
Casa Branca retira bloqueio de ajuda militar ao Egipto
Em causa está o reinício de um programa de assistência no setor da defesa que ascende a 1.300 milhões de dólares anuais (1.200 milhões de euros).
"O Presidente Obama informou o Presidente al-Sisi de que vai revogar a ordem executiva que esteve em vigor desde outubro de 2013 para a entrega de aviões F-16, misseis Harpoon e equipamento para tanques M1A1", informou a Casa Branca num comunicado de imprensa.
A cooperação militar entre os dois países fo congelada após o golpe de Estado encabeçado por al-Sisi que derrubou em julho de 2013 o então Presidente egípcio Mohamed Mursi.
Fonte: NM

Manchester United Van Gaal define-se como "um homem muito flexível"

O treinador do Manchester United afastou a imagem de que é um treinador autoritário com os jogadores.
DESPORTO
Van Gaal define-se como um homem muito flexível
O atual treinador do Manchester United, Louis Van Gaal, garante ser um “homem muito flexível”, uma imagem que afasta a ideia de ser um treinador autoritário.
Em declarações ao site oficial do Manchester United, o treinador holandês diz: “Sou um homem muito flexível. As pessoas estão sempre a pensar que sou o patrão ou talvez um ditador, mas não sou nada assim. Sou um homem muito flexível, mas a minha mulher não sabe.”
O treinador aproveita ainda para esclarecer que o modo como treina varia de acordo com o clube em que está, garantindo que a forma como desenvolve o trabalho no Manchester United é diferente da do Bayern de Munique e da seleção da Holanda.
Fonte: NM

Negociações sobre nuclear iraniano prosseguem amanhã

Os Estados Unidos consideraram hoje que houve "progressos suficientes" para que "valha a pena" continuar as negociações com o Irão sobre o seu programa nuclear até quarta-feira, indicou hoje a porta-voz adjunta do secretário de Estado, John Kerry.
MUNDO
Negociações sobre nuclear iraniano prosseguem amanhã
"Fizemos, nos últimos dias, progressos suficientes para que valha a pena ficarmos até quarta-feira", declarou Marie Harf, acrescentando que, no entanto, há ainda "várias questões difíceis" por resolver.
Este esclarecimento da porta-voz adjunta do departamento de Estado norte-americano, enviado em comunicado à imprensa que acompanha, em Lausana, as conversações entre o Irão e as seis potências, precisou declarações anteriores da Casa Branca e de responsáveis norte-americanos.
Também a França e a Alemanha referiram hoje a possibilidade de um prolongamento das conversações nucleares além da data estipulada, que termina hoje à meia-noite.
"Estamos a avançar, mas é complicado, moroso e difícil. Creio que vamos passar toda a noite aqui", disse o ministro dos Negócios Estrangeiros francês, Laurent Fabius, em declarações à imprensa no hotel Beau Rivage Palace, onde decorrem as negociações multilaterais.
Por seu lado, um negociador de alto nível do Irão no diálogo nuclear reconheceu igualmente que há ainda várias questões por resolver para chegar a um acordo sobre o programa nuclear iraniano.
"Ainda há outros assuntos que devem ser resolvidos hoje ou esta noite", afirmou à imprensa em Lausana o diretor político do ministério dos Negócios Estrangeiros iraniano, Hamid Baidi Nejat, recordando que não haverá acordo "até que todas as questões estejam resolvidas".
Fonte: NM

Istambul Procurador turco foi baleado cinco vezes e acabou por morrer

O procurador turco que esteve refém do grupo de extrema-esquerda DHKP-C durante mais de seis horas foi baleado cinco vezes e, mesmo tendo sido transportado para o hospital, não conseguiu resistir aos ferimentos.
Procurador turco foi baleado cinco vezes e acabou por morrer
Mehmet Selim Kiraz, o procurador turco que foi feito por refém homens armados ligados à organização considerada terrorista DHKP-C, não conseguiu resistir aos ferimentos e acabou por morrer no hospital, avança a Reuters.

O presidente turco Tayyip Erdogan afirmou esta noite que o procurador fora baleado três vezes na cabeça e duas vezes no corpo, tendo falecido mesmo sendo imediatamente levado para o hospital após a operação de resgate leva a cabo pelas autoridades.
Os próprios pais do adolescente vieram a público condenar o ataque e chegaram mesmo a falar com os sequestradores no sentido de evitar o derramamento de mais sangue mas sem sucesso.
Após horas de negociações, as autoridades lançaram uma operação de resgate, tendo morto os dois sequestradores, mas não conseguiram evitar a morte do procurador.
Fonte: NM

segunda-feira, 30 de março de 2015

Best Funny BullFighting Festival (P1) (Melhor Festival Taurino engraçado)


Torada á corda é tradição na Ilha Terceira Açores, são muitas as cornadas sofridas pelos participantes mais atrevidos, havendo alguns que ficam sériamente maltratados, precisando de internação hospitalar.
Por vezes acontecem mortes acidentais.
Estas festas são um ponto alto dos festejos na Ilha, particularmente na praia da Vitória.

Tourada à cordatoirada à corda ou corrida de touros à corda, é um divertimento tauromáquico tradicional nos Açores, com particular expressão nailha Terceira, acreditando-se ser a mais antiga tradição de folguedo popular do arquipélago. A modalidade tauromáquica é específica dos Açores e caracteriza-se pela corrida de 4 touros adultos da raça brava da ilha Terceira ao longo de um arraial montado numa rua ou estrada, num percurso máximo que regra geral é de 500 m. O animal é controlado por uma corda atada ao seu pescoço (daí a designação do tipo de tourada) e segura por 6 homens (os pastores) que conduzem a lide e impedem a sua saída para além do troço de via estipulado. A lide é conduzida por membros do público, em geral rapazes, embora seja admissível a presença de capinhas contratados. Após a lide, os animais são devolvidos às pastagens sendo repetidamente utilizados, embora com um período de descanso mínimo de 8 dias.
O primeiro registo conhecido da realização de uma tourada à corda data de 1622, ano em que a Câmara de Angra organizou um daqueles eventos, enquadrado nas celebrações da canonização de São Francisco Xavier e de Santo Inácio de Loiola. Contudo, presume-se que as corridas de touros à corda nos folguedos populares já ocorressem há muito, o que justifica a inclusão daquele evento numa festividade oficial.
A realização de corridas de touros à corda foi adquirindo ao longo dos tempos um conjunto de características, fixadas por normas e regras de cariz popular que hoje se encontram legalmente codificadas. Aquelas normas estabelecem os procedimentos de saúde e bem-estar animal a seguir em relação aos touros, os sinais correspondentes aos limites do arraial (riscos no chão), os sinais a utilizar na largada e recolha do touro (foguetes). Para protecção dos espectadores os touros não estão "em pontas", isto é, têm sempre a ponta dos chifres cobertas por algo que proporcione a protecção do espectador, as regras a seguir na armação dos palanques e na protecção dos espectadores e ainda a actuação dos capinhas (toureiros improvisados que executam sortes recorrendo a um guarda-sol, uma varinha, um bordão enconteirado ou uma samarra).
Fonte: wikipedia

Ciganos do mar: tribo do sudeste asiático vive em barcos e palafitas

bajau ciganos do mar (9)
Tradicionalmente, o povo Bajau reside em pequenos barcos à vela, convivendo diariamente com as correntes e contando apenas com sua habilidade de pesca para sobreviver. É por isso que eles são chamados de “ciganos do mar”.
Hoje, muitos deles passaram a viver em terra, em pequenas ilhas, mas continuam a desenvolver o seu perfeito conhecimento dos oceanos, vendendo os peixes que pegam em pequena escala.
Mas a história dessa tribo singular ainda não foi totalmente distorcida. Vários deles ainda moram no meio do nada, em aldeias construídas sobre recifes de coral flutuantes.
bajau ciganos do mar (10)

Cultura

Os Bajau vivem no sudeste asiático, nas águas de países como Bornéu, Mianmar e Tailândia.
A tribo não sabe ler ou escrever. Na verdade, eles não sabem nem a sua idade. Apesar de conhecerem o conceito vagamente, o tempo não importa muito para eles: só o presente conta.
As mulheres dão à luz em cabanas sobre palafitas. A maioria dos Bajau nasce, vive e morre em suas terras aquáticas (que não são reconhecidas pelos países em que se encontram).
As crianças mais novas estão constantemente nos barcos, aprendendo a mergulhar ou nadar, e quando atingem a idade de cerca de 8 anos, passam a caçar e pescar.
bajau ciganos do mar (11)

Adaptações

Os Bajau são mergulhadores natos. Conforme mostrado pelo programa Human Planet (“Planeta Humano”) da BBC, os únicos “equipamentos” que esse povo usa são óculos de madeira feitos à mão e um arpão.
O pessoal da tribo está acostumado a ficar embaixo d’água até cinco minutos sem respirar. Porém, não mergulham se não estiverem relaxados – o que é essencial para não hiperventilar e afogar. Alguns Bajau morrem em consequência de problemas causados pelas imersões.
No entanto, suas práticas não devem mudar tão cedo. Eles passam tanto tempo no mar que muitos dizem ficar enjoados quando vão para terra firme. E não é à toa. Seus corpos desenvolveram adaptações para essa vida aquática, como visão extremamente boa debaixo d’água – duas vezes melhor do que a nossa. Seus músculos dos olhos contraem mais as pupilas e mudam a forma do cristalino, aumentando a refração de luz. Mas nem tudo são rosas – eles perdem na audição, uma vez que os mergulhos em profundidades de até 20 metros estouram seus tímpanos.
Outro grupo de pessoas, conhecido como Moken, também tem a capacidade de ver mais claramente debaixo d’água. Eles passam oito meses do ano em barcos ou palafitas e só retornam à terra quando precisam de itens essenciais.
bajau ciganos do mar (8)

Imagens

Réhahn Photography, um fotógrafo francês baseado no Vietnã, passou alguns dias com esses ciganos do mar. As imagens desse povo vivendo em seu próprio paraíso na Terra passam uma alegria e serenidade inexplicáveis. 
bajau ciganos do mar (7)
bajau ciganos do mar (6)
bajau ciganos do mar (5)
bajau ciganos do mar (4)
bajau ciganos do mar (3)
bajau ciganos do mar (2)

bajau ciganos do mar (1)
Fonte: hypescience

Conheça a incrível borboleta robô

borboleta robo
A borboleta é uma das criações mais graciosas da natureza, mas não custa nada fazer algumas melhorias para criar um robô que se pareça muito com uma e possa voar por grandes distâncias. Bom, na verdade custa bastante, provavelmente, mas é bem legal. Mesmo tendo sincronia e vibração como uma borboleta real, esta é 100% artificial.
borboleta robo
A criação é da Festo, uma empresa de tecnologia de acionamento elétrico e pneumático. Eles exibiram um pequeno enxame de suas borboletas robóticas dando voltas ao redor da sede da empresa. Para mantê-las pequenas, leves e no ar, os modelos na verdade não têm nenhum sensor a bordo. Em vez disso, doze câmeras colocadas ao redor da sala mantiveram o controle de cada borboleta usando um marcador infravermelho exclusivo em cada uma.
Os dados dessas câmeras foram processados por um computador central que forneceu instruções para o caminho de cada robô, o que dá a ideia de que eles estavam navegando pelo espaço por si mesmos. Na realidade, teve muita coisa por trás demonstração trabalhando, o que significa que estas borboletas robôs não estão prontas para serem colocadas em liberdade ainda. Mas zoológicos e museus poderão em breve ser capazes de atualizar seus acervos de insetos. 
Fonte: hypescience

Presidiários brasileiros tomam chá de Santo Daime

presos brasileiros cha alucinogeno terapia (1)
Em Ji-Paraná, no norte do país, prisioneiros podem participar de rituais religiosos onde ayahuasca é consumida, uma bebida alucinógena muito conhecida no Brasil pelo nome de “chá de Santo Daime”.
Estes rituais são comuns em toda a Amazônia, onde a mistura tem sido consumida por séculos. No entanto, a participação de detentos condenados por crimes como assassinato, sequestro e estupro é certamente nova.
E por que cargas d’água essas pessoas agora podem fazer isso? Porque terapeutas pensam que isso pode os ajudar a adquirir uma nova perspectiva sobre suas ações.

Poder de mudança?

No templo em Rondônia, os presos pareciam experimentar uma gama de reações diferentes depois de beber ayahuasca. Sentados em cadeiras de plástico sob um teto de telha, alguns estavam impassíveis. Outros pareciam perdidos na contemplação. Um caía constantemente em lágrimas, como se demônios estivessem batendo na sua porta. Todos cantaram a plenos pulmões quando o ritmo dos hinos se intensificou.
“Somos considerados o lixo do Brasil, mas este lugar nos aceita”, disse Darci Altair Santos da Silva, 43 anos, trabalhador da construção civil cumprindo uma pena de 13 anos por abuso sexual de uma criança com menos de 14. “Eu sei o que eu fiz foi muito cruel. O chá me ajudou a refletir sobre este fato, sobre a possibilidade de que um dia eu possa encontrar a redenção”.
“Eu finalmente estou percebendo que estava no caminho errado nesta vida”, disse Celmiro de Almeida, 36 anos, que está cumprindo uma sentença por homicídio. “Cada experiência me ajuda a me comunicar com minha vítima para pedir perdão”, complementa o presidiário, que tomou a mistura psicodélica quase 20 vezes no santuário.

Alívio do sistema

A possibilidade de presos consumirem alucinógeno no meio da floresta tropical reflete uma busca contínua por maneiras de aliviar a pressão sobre o sistema carcerário do Brasil. A população correcional do país dobrou desde o início do século para mais de 550.000 pessoas, no meio de reclamações de violações dos direitos humanos e revoltas que levaram a muitas mortes.
Acuda, um grupo de direitos humanos dos prisioneiros baseado em Porto Velho, começou a oferecer aos detentos sessões de yoga, meditação e Reiki (terapia de energia), a fim de acalmar os ânimos dessa população. Há dois anos, os terapeutas voluntários tiveram a ideia de dar aos presos ayahuasca, poção amazônica geralmente feita através da mistura de um cipó (Banisteriopsis caapi) com uma folha (Psychotria viridis).
“Muitas pessoas no Brasil acreditam que os presos devem sofrer, ter fome e depravação duradoura”, disse Euza Beloti, 40 anos, psicóloga do Acuda. “Esse pensamento reforça um sistema em que eles retornam à sociedade mais violentos do que quando entraram na prisão. No Acuda, nós simplesmente vemos os encarcerados como seres humanos com a capacidade de mudar”.
presos brasileiros cha alucinogeno terapia (2)

Mais do que um chá alucinógeno

Os juízes e diretores de presídios permitiram que cerca de 10 detentos de prisões de segurança máxima na cidade vivessem no edifício Acuda, uma instalação antiga do exército. Dezenas de outros presos de penitenciárias vizinhas assistem às sessões de terapia todo dia.
Dentro do complexo, os internos praticam meditação, massagem ayurvédica e aprendem habilidades como manutenção de motocicletas. Eles também cuidam de um jardim, cultivam hortaliças e plantas usadas para fazer ayahuasca.

Tratamento singular

Tratar presos com drogas psicodélicas é algo muito raro. Em um experimento de curta duração nos Estados Unidos na década de 1960, pesquisadores da Universidade de Harvard sob a direção do psicólogo Timothy Leary deram psilocibina, uma droga derivada de cogumelos psicoativos, para detentos em uma prisão em Concord, Massachusetts.
“É certamente algo novo, mas ayahuasca tem um grande potencial, porque em condições ideais pode produzir uma experiência transformadora em uma pessoa”, disse o Dr. Charles S. Grob, professor de psiquiatria da Universidade da Califórnia em Los Angeles, que realizou estudos exaustivos sobre a mistura.
No entanto, o Dr. Grob advertiu que ela possui riscos. A bebida pode exacerbar doenças mentais em pessoas que estão sendo tratadas com medicamentos antipsicóticos, para esquizofrenia ou transtorno bipolar, por exemplo. A ingestão de drogas como cocaína ou metanfetamina antes de consumir ayahuasca também é perigosa. “O indivíduo poderia ter uma reação hipertensiva levando a um acidente vascular cerebral”, explica.

Dúvidas e críticas

Muitas pessoas no Brasil, onde os políticos conservadores estão crescendo em força conforme prometem combater o crime em um país com mais homicídios por ano do que qualquer outro, ainda não se convenceram.
Terapeutas que se voluntariam no Acuda disseram que perderam clientes em seus consultórios particulares porque eles não concordam com o fornecimento dessa atenção aos condenados. Alguns parentes de vítimas que sofreram nas mãos dos presos também alegam que o projeto é injusto.
“Onde estão as massagens e terapia para nós?”, perguntou Paulo Freitas, 48, cuja filha de 18 anos, Naiara, foi sequestrada, estuprada e assassinada em Porto Velho em 2013 por um grupo de homens. Freitas disse ter ficado chocado ao saber recentemente que um dos homens condenados pelo assassinato de sua filha seria transferido em breve aos cuidados de Acuda. “Isso é absolutamente revoltante”, disse. “Os sonhos da minha filha foram extintos por causa desse homem, mas ele terá permissão de passear pela selva e beber o chá”.
Outros questionam se o consumo da bebida pode realmente ajudar a reduzir as taxas de re-encarceramento. Luiz Marques, 57 anos, economista que fundou Acuda, disse que a organização esperava reduzir a reincidência, mas enfatizou que o objetivo mais imediato era a “expansão da consciência” dos presos sobre o certo e o errado.
Fonte: hypescience