Total de visualizações de página

sábado, 31 de janeiro de 2015

Vídeo mostra os diferentes padrões de beleza que tivemos em 3.000 anos de história

Egito Antigo (cerca de 1292 a 1069 aC)

corpo ideal padrao de beleza 1O ideal: corpo delgado, ombros estreitos, cintura alta e rosto simétrico.
Será que a beleza está nos olhos de quem vê? Pode ser. Mas uma coisa é certa: o padrão de beleza sempre muda e é determinado pelos costumes da cada época.
Beleza é um conceito individual, mas também em grande parte cultural. Se você não acredita nisso, é só parar para pensar em como “o que é belo” mudou ao longo do tempo.
Todos nós provavelmente temos pelo menos uma ideia de como as mulheres de diferentes períodos históricos se vestiam, mas que tipos de corpo tinham? O que buscavam como o “corpo ideal”?
A equipe do site Buzzfeed explorou essa ideia através da criação de um vídeo de apenas três minutos.
Os trajes de banho brancos que todas as modelos usam ajudam a acentuar as diferenças entre seus corpos, acabando com outros potenciais elementos históricos que poderiam nos despistar, como roupas ou joias.
Tudo isso só serve para provar que não há uma maneira correta de interpretar a beleza feminina. Se você não se encaixa no padrão atual, não se desespere: ele pode (e vai) mudar a qualquer momento. Seja você mesma

Grécia Antiga (cerca de 500 a 300 aC)

corpo ideal padrao de beleza 2
O ideal: mulheres roliças, encorpadas, com pele clara. Elas eram consideradas versões “desfiguradas” dos homens.

Dinastia Han (cerce da 206 aC a 220 dC)

corpo ideal padrao de beleza 3
O ideal: cintura fina, pele pálida, olhos grandes e pés pequenos.

Renascença Italiana (cerca de 1400 a 1700)

corpo ideal padrao de beleza 4
O ideal: seios fartos, barrigas rechonchudas, quadris cheios e pele clara.

Inglaterra vitoriana (cerca de 1837 a 1901)

corpo ideal padrao de beleza 5
O ideal: mulheres desejavelmente roliças, encorpadas, com cintura fina. Elas usavam espartilhos para atingir a forma de corpo ideal.

Anos Vinte (década de 1920)

corpo ideal padrao de beleza 6
O ideal: peitos pequenos, cabelo curto, estilo “moleca” (figura de menino).

Era de Ouro de Hollywood (cerca de 1930 a 1950)

corpo ideal padrao de beleza 7
O ideal: figura curvilínea, corpo estilo ampulheta, com seios grandes e cintura fina.

Anos Sessenta (década de 1960)

corpo ideal padrao de beleza 8
O ideal: corpo esbelto e fino, pernas longas e finas, físico adolescente.

Era Supermodelo (década de 1980)

corpo ideal padrao de beleza 7-
O ideal: mulheres altas, com corpo atlético e talhado, mas curvilíneo e braços tonificados.

Anos Noventa (década de 1990)

corpo ideal padrao de beleza 9
O ideal: corpo extremamente magro, pele translúcida, aparência andrógena e frágil.

Beleza pós-moderna (de 2000 a hoje)

corpo ideal padrao de beleza 10
O ideal: barriga reta, corpo magro “saudável”, com espaço entre as coxas e seios e bumbum grandes. As mulheres fazem regularmente cirurgia plástica para alcançar a aparência desejada.

Fonte: hypescience

Reino Unido Era geneticamente homem, mas conseguiu ser mãe

Uma britânica, a quem os médicos garantiram ser geneticamente um homem, surpreendeu tudo e todos ao dar à luz gémeos.
MUNDO
Era geneticamente homem, mas conseguiu ser mãe
Aos 19 anos, Hayley Haynes, que nunca tinha tido a menstruação e por isso foi ao médico, ficou a saber que padecia de uma rara condição: tinha nascido sem útero, ovários e trompas de Falópio, o que a impedia de algum dia vir a conceber uma criança, pois geneticamente era um homem.
Contudo, escreve o Telegraph, nove anos depois deste diagnóstico e graças ao processo de fertilização in vitro, Hayley Haynes conseguiu concretizar o sonho de ser mãe e deu à luz duas meninas.
A luz ao fundo do túnel apareceu em 2007 quando um especialista encontrou, nas ecografias da jovem, um pequeno útero de apenas milímetros que tinha passado despercebido aos outros médicos.
Assim, começou um tratamento com hormonas para alcançar o nível desejado de progesterona e estrogénio para que o pequeno útero se pudesse desenvolver. Quatro anos depois, os médicos disseram-lhe que o útero estava pronto para conceber e a jovem e o marido viajaram para o Chipre onde foi dado início ao processo de fertilização in vitro.
No dia 24 de dezembro do ano passado, Hayley deu à luz duas meninas saudáveis, a Avery e a Darcey.
“Ser mãe foi o momento mais maravilhoso da minha vida”, confessou a jovem.
Fonte: NM

Manifestação Centenas exigem suspensão de demolições na Ria Formosa

Mais de 300 pessoas das ilhas da Culatra, Hangares e Farol concentraram-se hoje em Olhão, em protesto contra as demolições das casas na Ria Formosa, previstas no Plano de Ordenamento da Orla Costeira (POOC) do Algarve.
PAÍS
Centenas exigem suspensão de demolições na Ria Formosa
O encontro, promovido pelas associações de moradores da Culatra, Hangares e Farol, ilhas que integram a Ria Formosa, no Algarve, juntou no auditório municipal em Olhão, moradores, autarcas e os deputados parlamentares eleitos pelo Algarve, Miguel Freitas (PS) e Paulo Sá (PCP).
Os participantes exigiram que o Governo "suspenda imediatamente" o processo de demolição de casas consideradas ilegais, bem como a suspensão do POOC Vilamoura-Vila Real de Santo António.
Para a presidente da associação de moradores da Culatra, Sílvia Padinha, a suspensão da atividade da Sociedade Polis Ria Formosa, entidade que gere o processo das demolições, "é uma questão de legalidade", alegando que um dos sócios que a compõem - a câmara de Olhão - "já denunciou que a mesma está a funcionar ilegalmente desde 01 de janeiro".
"Se é um dos sócios que integra a sociedade a fazer a denúncia, de que é que o Governo está à espera para suspender a Polis", questionou a represente dos moradores.
As três associações promotoras do encontro asseguraram que vão continuar a lutar "com todos os meios legais, para travar o processo e encontrar uma solução que satisfaça a pretensão dos moradores".
"Levaremos o caso até às últimas consequências, inclusive ao Tribunal Europeu para travar tamanha injustiça que está a ser cometida pelo Estado português", concluiu Sílvia Padinha.
A Sociedade Polis Ria Formosa iniciou em janeiro as demolições na Ria Formosa e esta semana a demolição de mais de uma centena de construções ilegais, na Praia de Faro, menos de um mês depois de ter sinalizado e tomado posse administrativa das mesmas.
Numa primeira fase, estão a ser demolidas as edificações situadas a nascente da Praia de Faro, nomeadamente anexos e casas consideradas como de segunda habitação, ficando por enquanto de fora as habitações cuja posse está suspensa por ainda correrem providências cautelares em tribunal.
De fora ficam, por agora, as construções situadas na zona central da Praia de Faro, concessionada à autarquia, e as casas de primeira habitação, cuja demolição só arrancará quando estiver concluído o processo de realojamento dos habitantes.
Fonte: NM

EUa Filha de Whitney Houston encontrada inconsciente

A filha de Whitney Houston, Bobbi Kristina Brown, foi encontrada, esta manhã, inconsciente dentro da banheira cheia de água, conta a CNN. A jovem foi levada para o hospital.
FAMA
Filha de Whitney Houston encontrada inconsciente
Bobbi Kristina Brown, filha de Whitney Houston, foi encontrada, esta manhã, já inconsciente dentro de uma banheira cheia de água na casa de banho da sua habitação, em Atlanta.
Segundo a CNN, a jovem foi encontrada pelo marido, Nick Gordon, e por uma amiga pelas 10h25 (hora local). Os dois ligaram para as urgências e Bobbi foi levada para o Roswell's North Fulton Hospital, mas antes Nick fez uma série de massagens e trabalhos de primeiros socorros na mulher.
A polícia local, pela porta-voz Lisa Holland, adianta que a filha da cantora não estava a respirar quando foi encontrada, mas que a respiração voltou a quando estava a caminho das instalações hospitalares. Encontra-se agora nos cuidados intensivos.
No próximo dia 11 faz três anos de que Whitney Houston foi encontrada sem vida dentro de uma banheira repleta de água, horas antes de uma festa pré-Grammy, em Beverly Hilton.
Fonte: NM

'Tempo de Avançar' vai lutar por "cidadãos sem medo"

Independentes e movimentos como o LIVRE aprovaram hoje as linhas programáticas da iniciativa "Tempo de Avançar", que vai lutar por "cidadãos sem medo" e com voz e por um país "com futuro", nas palavras de Rui Tavares.
POLÍTICA
'Tempo de Avançar' vai lutar por cidadãos sem medo
Fundador do LIVRE, coube a Rui Tavares abrir na tarde de hoje os discursos da convenção que decorre em Lisboa e que junta centenas de pessoas, sejam cidadãos independentes e personalidades de esquerda, sejam dirigentes de movimentos ou políticos conhecidos (como Ana Drago).
Foi a todos eles que Rui Tavares disse que o que estava a acontecer era "algo nunca feito" na democracia portuguesa, pelo "grau de abertura e participação" na construção de listas e de um programa para a iniciativa "Tempo de Avançar".
E pediu à adesão ao movimento dos que querem combater a precariedade, renegociar a dívida externa ou reconhecer a independência da Palestina no primeiro ano da legislatura do Governo saído das próximas eleições.
Mas pediu também que se juntem os que não querem que "a política seja a desvalorização das pessoas", que querem "pôr a direita na oposição".
"Governar só vale a pena se for para mudar o país, não faz a mudança quem põe mudança em cartazes, faz quem conta com a força de todos", disse Rui Tavares, acrescentando que a proposta a apresentar aos portugueses nos próximos tempos é a de uma "candidatura cidadã" que no dia das eleições se transformará numa "legislatura cidadã".
Um discurso no qual disse muitas vezes a palavra "união", como a disse também depois Ana Drago, antiga dirigente do Bloco de Esquerda que começou por afirmar: "que não haja qualquer dúvida, estamos hoje aqui reunidos porque queremos mudar o país", uma "urgência e uma necessidade".
Com referências bastantes à crise e suas consequências, como perda de habitação, precariedade laboral, desemprego ou emigração, Ana Drago salientou que era preciso mudar o país e que essa é a responsabilidade que o movimento assume.
E para a mudança, explicou, é preciso recuperar o país "dos danos que fez a política de austeridade" e recuperar também a "noção fundamental de que há incompatibilidade entre pobreza e democracia", pelo que é preciso "redistribuir o rendimento", criar emprego, recuperar o "bom nome do Estado", e, claro, renegociar a dívida externa.
Em síntese, disse, é preciso e o "Tempo de Avançar" quer, "reinventar o Estado", dignificar o trabalho, "recuperar a dignidade da contratação coletiva", valorizar as pessoas e apostar na qualificação, na ciência e na cultura. E "resgatar a Europa das garras das políticas dos últimos anos".
Na manhã de hoje os participantes na Convenção aprovaram questões regimentais e durante as tarde as linhas programáticas.
Também se elegeram as listas para o conselho do movimento, uma parte em eleição por lista e outra em candidaturas uninominais (50 nomes no primeiro caso e 22 no segundo, devendo-se eleger posteriormente mais 22, um por cada círculo eleitoral).
Nas linhas programáticas, um documento de cinco pontos (depois subdivididos) defende-se a reestruturação das dívidas dos países da União Europeia e que o Estado português faça uma auditoria à dívida pública.
Fonte: NM

Privatização Duas gerações de trabalhadores que rejeitam venda da TAP

Orlando Fernandes e Margarida Isidro são duas gerações de trabalhadores da TAP que hoje estiveram lado a lado no aeroporto de Lisboa a dizer "não" à privatização da companhia, considerando que ao sair das mãos do Estado a empresa morre.
ECONOMIA
Duas gerações de trabalhadores que rejeitam venda da TAP
"Estou aqui para ajudar a proteger a TAP, como património nacional, para não ser entregue a qualquer interesse que não seja nacional, porque o desaparecer da TAP comove-me, é como morrer alguém da família", disse à Lusa Orlando Fernandes, reformado, que durante 37 anos foi "mecânico de aviões" na TAP.
Ali ao lado, Margarida Isidro, assistente de bordo na TAP desde 1989, também não aceita a venda da empresa, que "é a melhor embaixadora de Portugal", e segura um cartaz com a fotografia do secretário de Estado dos Transportes, Sérgio Monteiro, onde se lê "Demita-se".
"Este senhor não é digno do cargo que ocupa. Os argumentos do Governo não são válidos e esconde a verdade aos portugueses, que têm que saber a verdade", argumenta a funcionária que não tem dúvidas que, se for vendida, "a TAP acaba, como tem acontecido com todas as outras companhias por esse mundo fora".
Também Orlando Fernandes defende que a venda da companhia aérea a privados e estrangeiros porá um ponto final à "ligação ao país", recordando o que aconteceu com outras empresas, "vendidas ao desbarato", como a Cimpor e a Portugal Telecom.
O nome de Sérgio Monteiro foi um dos mais repetidos durante a tarde, tendo mesmo sido acusado pelos manifestantes -- maioritariamente trabalhadores -- de ter "metido uma cunha" junto ao São Pedro, que trouxe chuva e descida de temperatura quando as intervenções dos organizadores, sindicatos e partidos subiam de tom.
Também o ministro da Economia, Pires de Lima, e o Presidente da República, Cavaco Silva, foram acusados de promover e pactuar com a venda do grupo, pelos manifestantes que acreditam existirem outras saídas para os problemas da companhia, nomeadamente para a necessidade de capitalização, o primeiro de nove critérios para a escolha do comprador.
O advogado Garcia Pereira foi um dos mais críticos da tarde, questionando as razões de um Governo que "está com os pés para a cova", "a seis meses de ser posto na rua" estar a avançar com esta operação, que não tem em conta que "Portugal é um país à parte no quadro europeu" e também apontando o dedo à gestão de Fernando Pinto.
"Portugal tem metade da população espalhada pelo mundo, duas regiões autónomas e a TAP é a nossa maior exportadora. Esta questão é de enorme importância para o país", afirmou, apelidando de "escândalo" o negócio que o Governo está a tentar fechar no final da Legislatura.
A deputada do Bloco de Esquerda Mariana Mortágua, o deputado do PCP Bruno Dias e o deputado do PS Rui Paulo Figueiredo foram alguns dos representantes da oposição que responderam ao apelo do movimento "Não TAP os Olhos", movimento cívico liderado pelo cineasta António-Pedro Vasconcelos, que tem desenvolvido várias iniciativas contra a venda da transportadora nacional.
"Temos aqui uma mobilização que pode servir de exemplo para demonstrar que a democracia não se esgota no voto", defendeu António Pedro Vasconcelos, adiantando que a ação do "Não TAP os Olhos" prossegue com a recolha de assinaturas para pedir um referendo à privatização da TAP a partir de segunda-feira.
O cineasta não tem dúvidas que serão recolhidas as 75.000 assinaturas necessárias, lamentando desde já a possibilidade da maioria vir a chumbar a pretensão de uma consulta popular no Parlamento, considerando que seria "uma vergonha".
O Governo relançou a privatização da TAP em novembro e já este mês aprovou em Conselho de Ministros o caderno de encargos, que define as condições para a venda de até 66% do capital do grupo até ao final do primeiro semestre.
No início de fevereiro será disponibilizada a restante informação económica e financeira sobre o grupo aos interessados, revelou na quarta-feira o secretário de Estado dos Transportes adiantando que estes terão que assinar um compromisso de confidencialidade para aceder aos dados que permitem perceber a realidade da TAP.
Fonte: NM

Reino Unido Homem abusou sexualmente de criança no McDonald's

Um homem de 68 anos foi condenado, no Reino Unido, a quatro anos de prisão por ter abusado sexualmente de um menino de seis anos na casa de banho do restaurante McDonald's.
MUNDO
Homem abusou sexualmente de criança no McDonald's
Brian Lucking, de 68 anos, vai passar os próximos quatro anos na prisão depois de um tribunal de Blackfriars, em Londres, o ter condenado por ter abusado sexualmente de uma criança.
Segundo o Mirror, o homem seguiu o menino até à casa de banho do McDonald's de King Cross no dia 19 de julho. Aproveitando o facto de estar sozinho com a criança concretizou os seus intentos.
O menino contou de imediato à mãe que chamou a polícia e fotografou o homem momentos antes de abandonar o local do crime. O agressor foi detido duas horas depois.
Brian Lucking confessou ainda ter abusado, anteriormente, de um jovem de 13 anos.
O detetive Neil Smithson contou ao Mirror que é provável que existam mais vítimas.
Fonte: NM

Paz Ucrânia: Negociações de Minsk terminam sem acordo

As negociações de paz entre a Ucrânia e os separatistas pró-russos que se realizaram hoje em Minsk terminaram sem acordo, afirmou o enviado do governo ucraniano, o ex-presidente Leonid Kutchma, acusando os rebeldes de boicotarem as conversações.
MUNDO
Ucrânia: Negociações de Minsk terminam sem acordo
"As consultas de Minsk foram um fracasso", disse Kutchma à agência Interfax-Ucrânia. "Fracassaram devido à ausência dos signatários dos acordos de Minsk (de setembro passado), Alexandr Zakharshenko e Igor Plotniski", líderes das autoproclamadas repúblicas populares de Donetsk e Lugansk.
Kutchma acrescentou que os enviados dos dois líderes separatistas, Denis Pushilin e Vladislav Deinego, se recusaram a discutir o plano de medidas para um cessar-fogo imediato e para a retirada do armamento pesado.
Na sexta-feira, dia inicialmente avançado para as negociações que acabaram por se realizar hoje, os separatistas asseguraram que os 'presidentes' das duas regiões só iriam pessoalmente a Minsk "se houvesse um documento para assinar" e ameaçaram ampliar a sua ofensiva "até à libertação total das regiões de Donetsk e Lugansk", grande parte das quais ainda está sob controlo do exército ucraniano.
Quando decorriam as conversações na capital da Bielorrússia, iniciadas ao princípio da tarde, a presidência russa anunciou que Vladimir Putin manteve uma conversa telefónica com a chanceler alemã, Angela Merkel, e com o presidente francês, François Hollande, sobre a situação no leste da Ucrânia, durante a qual apelaram para a conclusão de uma trégua em Minsk.

Fonte: NM

Criação Maduro apela a venezuelanos para reduzir consumismo

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, apelou hoje aos venezuelanos para reduzirem o consumismo e evitarem o "nervosismo das compras", numa altura em que a população se queixa de crescentes dificuldades para conseguir produtos básicos no país.
MUNDO
Maduro apela a venezuelanos para reduzir consumismo
"Faço um apelo às famílias, a vocês que são chefes de família, homens, trabalhadores e mulheres, para que com muita consciência saibam que estamos a enfrentar uma guerra económica brutal, que tenta um golpe de Estado e que devemos derrotá-la com a nossa consciência, que devemos baixar o consumismo, não cair no nervosismo das compras", disse.
Durante uma mensagem ao país transmitida pelas televisões venezuelanas a partir do palácio presidencial de Miraflores, o Presidente venezuelano anunciou que hoje decorreu uma "mega jornada" de abastecimento de produtos.
Segundo Nicolás Maduro, 7.500 toneladas de produtos foram hoje vendidas em 712 mercados a céu aberto, por todo o país.
Na Venezuela são cada vez mais frequentes as queixas dos venezuelanos de dificuldades para conseguir produtos essenciais como leite, óleo, café, açúcar, margarina, papel higiénico, lâminas de barba, champô ou sabonetes, entre outros.
Diariamente, os supermercados registam grandes filas de clientes à procura de produtos que muitas vezes são comprados na totalidade sem chegarem a ser colocados nas prateleiras.
Alguns cidadãos recorrem frequentemente a aplicações de 'smartphones' para saber onde vão chegar os produtos escassos e para avisar os amigos da sua disponibilidade em determinado sítio.
Para conseguirem esses produtos, os venezuelanos têm que passar várias horas por dia nas filas de diferentes estabelecimentos comerciais.
Fonte: NM

Grécia Tsipras ligou a Draghi, Dijsselbloem e Schulz para reduzir tensão

O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, telefonou a vários dirigentes europeus para reiterar que não pretende tomar medidas unilaterais em relação ao pagamento da dívida grega, informaram fontes governamentais citadas pelos 'media' gregos.
POLÍTICA
Tsipras ligou a Draghi, Dijsselbloem e Schulz para reduzir tensão
O primeiro-ministro e líder do Syriza, eleito no domingo, falou com o presidente do Banco Central Europeu (BCE), o italiano Mario Draghi, e este assegurou-lhe, segundo as fontes, que "há um bom clima na Europa" relativamente aos esforços para encontrar uma solução aceitável tanto para a Grécia como para a Europa.
Tsipras falou também com o presidente do Eurogrupo, o holandês Joren Djisselbloem, que na sexta-feira esteve em Atenas e se mostrou incomodado com as afirmações do ministro das Finanças grego, Yanis Varoukakis, de que não reconhece a 'troika' como interlocutora válida.
Na conversa com Djisselbloem, Tsipras afirmou que pretende continuar as negociações com os credores, segundo as fontes.
O primeiro-ministro grego falou ainda com o presidente do Parlamento Europeu (PE), o alemão Martin Schulz, que também já visitou Atenas depois da vitória do Syriza.
Schulz falou-lhe do jantar de sexta-feira em Estrasburgo com a chanceler alemã, Angela Merkel, e o presidente francês, François Hollande, e disse-lhe que o clima na Europa não é hostil à Grécia e que os parceiros europeus de Tsipras aguardam as suas propostas.
A imprensa grega noticia hoje que o primeiro-ministro grego se vai reunir na quarta-feira com o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, em Bruxelas, depois do encontro previsto com o presidente francês, François Hollande, no mesmo dia em Paris, e um dia depois de se reunir com o primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, na terça-feira em Roma.
Fonte: NM

Empresas Vincado "compromisso de honra" no desagravamento fiscal no IRC

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, vincou hoje o "compromisso de honra" do Governo em prosseguir o desagravamento fiscal no IRC, para atrair mais investimento para Portugal e criar mais emprego.
ECONOMIA
Vincado compromisso de honra no desagravamento fiscal no IRC
"É um compromisso de honra que prosseguiremos o desagravamento fiscal no IRC", afirmou Passos Coelho, durante uma visita à fábrica da Continental Mabor, em Vila Nova de Famalicão.
Para o Primeiro-Ministro, é o desagravamento fiscal para empresas que permite "chegar mais diretamente às pessoas", através da criação de emprego.
"Quando olhamos para o quadro de competitividade fiscal das nossas empresas, é para as pessoas que estamos a olhar", referiu.
Depois de ouvir os responsáveis da Mabor Continental anunciarem que o grupo pode avançar com mais um investimento em Famalicão, criando dezenas de postos de trabalho, Passos Coelho enfatizou a aposta do Governo na competitividade fiscal para as empresas.
Aludiu ao compromisso do Governo de ter, até 2018, uma taxa de IRC "das mais competitivas da Europa".
Pedro Passos Coelho sublinhou que o investimento e o crescimento económico são fundamentais para aliviar a "elevadíssima carga fiscal" que admite registar-se em Portugal.
Para 2015, o Primeiro-Ministro deu conta de outro "compromisso de honra" do Governo: ter um défice inferior a 3%.
Só com contas certas, adiantou, é que é possível aliviar os "esforços" que impendem sobre os portugueses.
À chegada à Continental Mabor, Passos Coelho foi recebido com apupos por parte de cerca de duas dezenas de manifestantes, afetos à CGTP, que pediam a demissão do Governo.
Fonte: NM

Itália Cavaco felicita Sergio Mattarella pela eleição como Presidente

O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, felicitou hoje Sergio Mattarella pela sua eleição como chefe de Estado italiano, destacando o "muito que aproxima" Portugal e Itália e o empenho em "reforçar ainda mais as relações".
POLÍTICA
Cavaco felicita Sergio Mattarella pela eleição como Presidente
O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, felicitou hoje Sergio Mattarella pela sua eleição como chefe de Estado italiano, destacando o "muito que aproxima" Portugal e Itália e o empenho em "reforçar ainda mais as relações".
"Quero endereçar-lhe, em nome do povo português e no meu próprio, calorosas felicitações e sinceros votos de êxito no exercício das funções que foi chamado a desempenhar", afirma Cavaco Silva na mensagem de felicitações que enviou a Mattarella e que foi publicada hoje na página oficial da Presidência da República na internet.
O chefe de Estado português sublinha que Portugal e Itália estão "unidos por uma sólida e histórica amizade" e afirma a sua convicção de que os dois países "continuarão a tirar partido do muito que os aproxima", quer no plano bilateral quer no âmbito da parceria europeia.
"A nossa ação será no sentido de reforçar ainda mais as relações entre os nossos povos e países, encarando assim com confiança e ambição os desafios e oportunidades do futuro", refere Cavaco Silva.
O juiz e várias vezes ministro italiano Sergio Mattarella, 73 anos, foi hoje eleito presidente de Itália com 665 votos a favor, na quarta votação no parlamento em que apenas necessitava de uma maioria absoluta de 505 votos.
Mattarella, siciliano, foi escolhido como candidato pelo primeiro-ministro socialista, Matteo Renzi, do Partido Democrata (PD), para suceder ao popular Presidente Giorgio Napolitano, 89 anos, que anunciou a sua resignação.
Fonte: NM

Madrid Podemos diz que reuniu 300 mil pessoas, polícia fala em 100 mil

O Podemos afirmou hoje que pelo menos 300 mil pessoas participaram na manifestação "Marcha da Mudança", organizada hoje em Madrid, um evento que o partido já classificou como um "acontecimento histórico".
MUNDO
Podemos diz que reuniu 300 mil pessoas, polícia fala em 100 mil
Os números do Podemos são três vezes superiores ao que indicou hoje à tarde uma fonte da polícia, citada pela agência EFE. A fonte policial tinha estimado a afluência de apoiantes à manifestação em cerca de 100 mil pessoas.
Estimativas com base na densidade populacional dos espaços aos quais acorreram as pessoas também apontaram para cerca de 100 mil pessoas.
Em comunicado, o Podemos destacou que o êxito do evento "reside no facto de ter sido erguido em esforço" por "centenas de milhares de cidadãos", com "opções políticas muito diferentes" umas das outras, que "partilharam o espírito de esperança que inundou as ruas da capital".
O responsável da Secretaria Política do Podemos e número dois do partido, Íñigo Errejón, considerou que foi "uma mobilização histórica e um marco na democracia".
"As centenas de milhares de cidadãos" que se deslocaram a Madrid "não vieram protestar nem pedir nada, mas apenas assinalar que uma mudança é possível, vieram construir a soberania popular", salientou Errejón.
O Podemos foi oficializado em janeiro de 2014 (teve como origem os protestos de cidadãos do movimento cívico 15 de Maio, ou 15M), foi o quarto partido mais votado nas eleições europeias do ano passado e, segundo sondagens recentes, está a pouco mais de dois pontos percentuais do PP, atualmente no poder, à frente do PSOE (socialistas espanhóis).
Este ano a Espanha terá, sucessivamente, eleições municipais, autonómicas e gerais.
Fonte: NM

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Novo documentário mostra como autoridades lidariam com contato alienígena

documentario alien
As autoridades da Terra estão completamente despreparadas para a chegada de visitantes extraterrestres e querem que os seres humanos se preparem assistindo a um inovador filme em formato de documentário. Isso, pelo menos, de acordo com o diretor.
O dinamarquês Michael Madsen resolveu adotar uma linha dura na promoção do “The Visit” (ainda sem nome em português), que tem como subtítulo “An Alien Encounter” (“Um Encontro Alien”, em tradução livre) e compete na categoria Documentário Mundial no Festival de Cinema de Sundance.
Curiosamente, o longa é filmado a partir da perspectiva dos primeiros aliens a nos visitar, com uma série de especialistas e figuras de autoridade falando para a câmera como se para receber os nossos novos amigos extraterrestres.
“Se isso acontecer, você deve assistir a este filme, ele é um manual para isso”, garante o cineasta de 43 anos.
Ao invés de seguir a linha de épicos ficcionais de Hollywood como “Contatos Imediatos de Terceiro Grau”, Madsen diz que seu filme pretende ser um exame sério de como a humanidade deve reagir em caso de uma chegada alienígena. Surpreendentemente, ele afirma que a ONU não tem um plano de resposta à chegada de extraterrestres, um fato que ele descreve como “preocupante”.
No filme, o cineasta entrevista especialistas da NASA, do Escritório das Nações Unidas para Assuntos do Espaço Exterior (que existe, com sede em Viena) e do SETI – Instituto de Busca por Inteligência Extraterrestre.
Madsen disse que o filme (que foi feito para ser a segunda parte de uma trilogia que começou com “Into Eternity”, de 2010, também sem nome em português) é “uma forma de pensar e explorar este mundo, esta realidade”.

Como seria

Seu filme também inclui um ex-porta-voz do governo britânico debatendo exatamente como autoridades iriam lidar com a situação; o que diriam para a mídia e como evitar pânico em massa. Os entrevistados ainda refletem sobre quem seria a melhor pessoa para ser o porta-voz da raça humana na comunicação com os ETs. Uma resposta, um tanto improvável, é Sir David Attenborough, famoso naturalista britânico que dá voz aos documentários de vida selvagem da BBC. “Todo mundo confia nele”, explica um militar.
Na realidade, seria mais provável que o escolhido fosse alguém do departamento de espaço exterior da ONU, cujo chefe aparece em um traje espacial laranja mergulhando na escuridão impenetrável da nave espacial alienígena.
O filme não inclui discussão alguma sobre almas, ainda que tenha sido questionado sobre religião. Para Madsen, as maiores religiões do mundo baseadas em deidades estariam em maus lençóis. “Para algumas religiões, será devastador. O cristianismo estaria em apuros”, opina o dinamarquês, que se descreve como ateu.
Na estréia mundial no Festival de Sundance, um membro da plateia perguntou por que quase todo mundo no documentário é branco europeu, quando se está abordando uma questão tão global. O diretor, porém, não acha que isso seja um problema e usa o argumento que “são as pessoas brancas que vão para o espaço”. “É assim que tem sido, historicamente, então, é uma parte da civilização ocidental”, afirmou.
Ele acrescenta ainda que a sua prioridade como cineasta foi satisfazer seus próprios interesses.
“Você só pode fazer filmes para si mesmo, no sentido de que, se ele não lhe interessa, eu não acredito que haja qualquer chance de sair alguma coisa interessante, mas é claro que isso não é uma garantia”, ponderou.
Sem previsão de estreia no Brasil, “The Visit” deve ser exibido no México no próximo dia 2 de fevereiro, no festival Gira de Documentales Ambulante. Confira o trailer, em inglês:


Fonte: hypescience

Como criaturas quase invisíveis podem encher os oceanos de beleza

Apesar de já sabermos muito sobre os oceanos, uma quantidade muito maior de coisas permanece um grande mistério para os pesquisadores. Mas uma coisa eles nos garantem: não haveria vida em nossos mares se não existissem formas de vida como fitoplâncton, diatomáceas e diferentes tipos e formas de algas.
O curioso é que essas criaturas são invisíveis a olho nu. Mas quando as vemos pelo microscópio, fica claro que a beleza delas vai muito além do que você poderia imaginar.
Essas imagens foram liberadas pela Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA – sigla em inglês), uma organização que faz parte do Departamento de Comércio dos Estados Unidos. Da primeira vez que eu olhei para elas, achei que eram pinturas. Da segunda, achei que parecem com aquelas fotos de nebulosas, galáxias e estrelas do Hubble.
Agora já vou confessar que não sei mais o que achar. Mas que é bonito, isso é.
fitoplâncton (1)
fitoplâncton (2)
fitoplâncton (3)
fitoplâncton (5)
fitoplâncton (6)
fitoplâncton (7)
fitoplâncton (8)
fitoplâncton (9)
fitoplâncton (10)
fitoplâncton (11)
Fonte: hypescience

Real Madrid Ancelotti negou que Ronaldo tenha problemas no joelho

O treinador do Real Madrid, Carlo Ancelotti, negou hoje que Cristiano Ronaldo continue a ter problemas no joelho esquerdo, contrariando notícias segundo as quais o futebolista português ainda está afetado pela lesão contraída na época passada.
DESPORTO
Ancelotti negou que Ronaldo tenha problemas no joelho
"O problema que teve no tendão [rotuliano] no ano passado está totalmente recuperado, não tem problema de nenhum tipo", afirmou Ancelotti, no dia em que o jornal Marca noticia que Ronaldo procura especialistas para ajudá-lo, porque o problema persiste e o impede de atingir o máximo rendimento.
A lesão que afetou o capitão da seleção portuguesa na fase final da época passada condicionou o seu desempenho na final da Liga dos Campeões e no Mundial2014, no Brasil.
"Eu vejo-o sempre no máximo, pode ser que alguém não o veja assim, mas não é verdade que seja por um problema físico", acrescentou o técnico italiano, em véspera do jogo da 21.ª jornada do campeonato espanhol, com a Real Sociedad, o primeiro de dois jogos em que Cristiano Ronaldo cumpre suspensão.
A agressão a Edimar, do Córdoba, na jornada anterior, afasta-o também do embate com o Sevilha, na quarta-feira, jogo em atraso da 16.ª jornada.
"Uma sanção nunca é boa, vai cumpri-la sem problema e vai desfrutar este momento para fazer um bom trabalho e estar no máximo no dérbi [com o Atlético de Madrid]. Não tem de recuperar de nada, porque não tem problemas, nem no joelho nem em outras zonas do corpo. Trabalha normalmente para estar pronto para o Calderón", frisou.
Sobre a expulsão de Ronaldo, o treinador reconheceu que "a reação que teve no jogo com o Córdoba foi má, mas ele foi o primeiro a pedir desculpas e isso diz tudo".
"Cometeu um erro, sabia-o muito bem depois do jogo, vai cumprir a sanção e não voltará a acontecer", completou.
Fonte: NM

I Liga Manuel Machado quer equipa focada nos três pontos

O treinador do Nacional afirmou hoje que a sua equipa pretende dar continuidade à série de bons resultados que vem conseguindo, na receção de sábado ao Belenenses, relativa à 19.ª jornada da I Liga de futebol.
DESPORTO
Manuel Machado quer equipa focada nos três pontos
Manuel Machado lembrou, no entanto, a boa primeira volta do Belenenses, concluindo que será um adversário difícil de bater.
"Este jogo vem na sequência de um conjunto de bons resultados que temos vindo a conseguir e, por isso, o nosso objetivo passa por darmos continuidade a esse trajeto", começou por afirmar Manuel Machado, em conferência de imprensa.
Segundo o treinador dos "alvinegros", o Belenenses "fez uma boa primeira volta, está bem posicionado e muito perto das equipas que lutam pela Europa".
"Já ouvi as declarações do colega [Lito Vidigal], que mostram bem a ambição do adversário, por isso adivinham-se dificuldades", adiantou.
Contudo, Manuel Machado considera que o pensamento da sua equipa reside na conquista dos três pontos e é com essa convicção que vai partir para o jogo.
"Temos a convicção de que estamos bem técnica e taticamente, assim como no plano da confiança, que se encontra em patamares muito superiores. Se estivermos bem em termos de concentração e não houver deslumbramentos, podemos vencer, agora com mais argumentos para lutar pela vitória", concluiu.
O Nacional, 12.º classificado com 21 pontos, recebe pelas 17:30 de sábado, no Estádio da Madeira, o Belenenses, sexto colocado com 27, em jogo relativo à 19.ª jornada da I Liga, que será arbitrado pelo portuense Rui Costa.
Fonte: NM

Encontro Hollande, Merkel e Schulz discutem Grécia ao jantar

O Presidente francês manteve hoje um encontro informal em Estrasburgo, no noroeste de França, com a chanceler alemã e o presidente do Parlamento Europeu (PE) para procurar uma conciliação com o novo governo grego.
MUNDO
Hollande, Merkel e Schulz discutem Grécia ao jantar
François Hollande, Angela Merkel e Martin Schulz marcaram um encontro, por iniciativa do presidente do PE, para as 18.30 locais (17:30 de Lisboa), num restaurante da capital da Alsácia para um encontro prolongado, sob a forma de jantar, no qual a crise grega e a vontade de Atenas de renegociar a dívida eram presença obrigatória.
A Presidência francesa insistiu que não está prevista qualquer comunicação no final da reunião, se bem que fontes presidenciais tenham avançado que Hollande vai receber na quarta-feira, em Paris, o novo chefe do governo grego, Alexis Tsipras.
Na segunda-feira, o ministro da Economia francês, Michel Sapin, e o das Finanças grego, Ianis Varufakis, vão-se reunir em Paris e emitir uma declaração conjunta no final do encontro.
Pouco depois de Tsipras ter sido empossado, Hollande convidou-o para ir a Paris para "favorecer as discussões e o diálogo, para que a Grécia regresse ao caminho da estabilidade e do crescimento".
Fonte: NM

Egito Governo português condena ataques no Monte Sinai

O Governo português condenou hoje os ataques terroristas que causaram, esta quinta-feira, entre 30 e 45 mortos no Monte Sinai, no Egito, reivindicados por um grupo ligado ao movimento 'jihadista' Estado Islâmico, divulgou hoje o Ministério dos Negócios Estrangeiros.
PAÍS
Governo português condena ataques no Monte Sinai
"O Governo português condena os ataques terroristas coordenados perpetrados contra as forças de segurança egípcias no norte do Sinai", lê-se na nota divulgada hoje ao início da noite pelo Ministério de Rui Machete, em que reitera a sua "firme condenação do terrorismo e da violência, sob todas as suas formas".
O executivo, acrescenta, "lamenta a perda de vidas humanas e expressa as mais sinceras condolências às famílias das vítimas, desejando rápida recuperação aos feridos", além de expressar a sua solidariedade para com a população e as autoridades egípcias.
O grupo egípcio Ansar Beit al-Maqdis, ligado ao movimento terrorista Estado Islâmico, reivindicou os ataques, que provocaram entre 30 e 45 mortos e pelo menos 34 feridos, a maior parte soldados.
Numa conta da rede social Twitter ligada ao grupo egípcio, os 'jihadistas' reivindicam um conjunto de ataques no norte de Sinai, na região onde forças de segurança estão a combater uma revolta islâmica.
A península do Sinai, no extremo nordeste do Egito, é desde há anos foco de instabilidade e com o derrube do Presidente islamita Mohammed Morsi pelos militares, em julho de 2013, os ataques contra as forças de segurança multiplicaram-se.
Os atentados levaram o Presidente egípcio, Abdel Fattah al-Sissi, a encurtar a sua visita a Adis Abeba, capital da Etiópia, que acolhe até sábado a 24.ª cimeira de chefes de Estado e de Governo da União Africana, subordinada ao lema "2015: Ano da Capacitação e Desenvolvimento da Mulher Rumo à Agenda 2063 de África".
Fonte: NM