Total de visualizações de página

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Sim, nós precisamos falar sobre aborto

aborto
Os números são espantosos: por ano, acredita-se que sejam realizados quase um milhão de abortos ilegais no Brasil. Apenas em 2014, 33 mulheres foram presas por terem infringido a lei que proíbe a prática, pelo menos um quarto delas ao serem denunciadas por médicos – ato que fere o Código de Ética da Medicina, segundo o qual é vedado ao médico “revelar fato de que tenha conhecimento em virtude do exercício de sua profissão” e que afirma que, “na investigação de suspeita de crime, o médico estará impedido de revelar segredo que possa expor o paciente a processo penal”. Além disso, a Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que a cada dois dias uma mulher brasileira morra vítima do aborto ilegal.
Mesmo assim, o tema é tabu para a maioria da população e a questão está cercada de estigmas religiosos, transitando na clandestinidade, à parte dos grandes debates políticos. “O aborto é algo comum na vida reprodutiva das brasileiras. No entanto, a legislação penal as ameaça com penas de prisão que raramente são cumpridas. Se essa lei fosse aplicada, haveria muitas mulheres na cadeia. Elas encontram subterfúgios para se esquivarem desta lei, mas isso não diminui a seriedade da situação, que gira entorno de uma grande hipocrisia”, afirma a antropóloga e professora da Universidade de Brasília, Debora Diniz, coordenadora da Pesquisa Nacional de Aborto (PNA), publicada em 2010.

O quadro mundial

No último dia 18 de dezembro, o presidente moçambicano Armando Guebuza aprovou o novo Código Penal do país, que legaliza o aborto. A nova lei chega como uma medida de saúde pública para diminuir os altos índices de mortalidade materna, e substitui a antiga legislação, que datava do final do século XIX. “Não é uma questão de lei, mas de consciência”, disse João Nunes, da Conferência Episcopal de Moçambique, órgão da Igreja Católica. “Nós preferimos trabalhar na sensibilização de nossa comunidade a não recorrer ao aborto, a escolher a vida”.
A mudança chegou depois de uma década de luta de organizações de saúde reprodutiva, que defendiam que as mulheres não precisavam mais recorrer às clínicas clandestinas. Segundo estas instituições, o aborto responde por 11% das mortes maternas na nação africana. De acordo com o Conselho Federal de Medicina do Brasil – que desde 2013 defende a legalização do aborto até a 12ª semana de gestação – a prática clandestina é a quinta causa de morte materna no país.
aborto_mapa
Entretanto, não é preciso atravessar o Atlântico para falarmos de mudanças recentes na legislação a respeito do aborto. Em 2012, o Uruguai também legalizou o procedimento, mais uma vez em resposta a manifestações da população. Um balanço oficial publicado pelo governo uruguaio em fevereiro trouxe dados mais do que animadores: nenhuma morte foi registrada dentre os 6.676 abortos seguros realizados em um ano da nova lei.
Para a ex-senadora e atual presidenta da Frente Ampla, Mónica Xavier, os resultados da nova Lei de Interrupção da Gravidez são satisfatórios e o número de abortos neste primeiro ano de aplicação da lei não é alarmante, já que não havia registros oficiais até então. “Quando promovíamos [a criação de] normas legais que regulassem a interrupção da gravidez com algumas condições, entendíamos que haveria [no longo prazo] uma diminuição dos abortos que não ia ser registrada no início, mas sim com o tempo”, explica.
A descriminalização vai além do Código Penal, incluindo ações de saúde, como a compra de equipamentos e medicamentos, campanha de conscientização e, principalmente, acompanhamento psicológico. Os resultados oficiais também demonstram que 6,3% das mulheres desistiram da ideia de abortar após realizar as consultas com as equipes multidisciplinares – número que sugere que a maioria das grávidas chega aos centros de saúde já com uma decisão tomada.

Onde nós estamos

A legislação brasileira contempla três hipóteses que justificam a prática de aborto por meios legais: uma gravidez que ponha em risco a vida da mãe, que seja consequência de um estupro ou na qual o feto apresente anomalias incompatíveis com a vida, como a anencefalia. Porém, na prática, as coisas não são tão preto no branco como pode parecer.
Outro estudo, encabeçado por Diniz e publicado no início do segundo semestre deste ano, mostra que muitas das vítimas de estupro que vão aos hospitais públicos para solicitar um aborto legal encontram inúmeros obstáculos por parte da equipe médica para que “sejam reconhecidas como verdadeiras vítimas”. A desinformação e a influência de dogmas religiosos também fazem com que profissionais da saúde não orientem as vítimas de violência sexual sobre a possibilidade de realizar o aborto legal, feito gratuitamente na rede pública de saúde brasileira.
De acordo com um índice divulgado pelo Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea), com base em dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) do SUS de 2011, naquele ano 7% dos casos de estupro resultaram em gravidez. A porcentagem parece pequena, mas quando colocada na ponta do lápis, revela o número absurdo de mulheres que enfrentam esta situação no país. O Anuário Brasileiro de Segurança Pública de 2014 aponta que 50.320 casos de estupro foram registrados no Brasil em 2013 (em 2012, foram 50.224).
aborto drauzio varella
A situação fica ainda pior porque, segundo estatísticas internacionais, apenas 35% dos estupros são registrados. Com isso, estima-se que o Brasil possa ter tido no ano passado o absurdo número de 143 mil estupros. A pesquisa do Ipea estima que a situação pode ser ainda pior. A partir das respostas do Sistema de Indicadores de Percepção Social, que continha algumas questões sobre violência sexual, o instituto estima que 0,26% da população brasileira sofra violência sexual a cada ano, o que representa 527 mil tentativas de estupro ou estupros consumados no país.
Apesar de não ser um crime praticado exclusivamente contra mulheres, as vítimas do sexo feminino são a esmagadora maioria. Os dados do Ipea apontam que 88,5% das vítimas eram do sexo feminino, e mais da metade tinha menos de 13 anos de idade.
Levando tudo isso em consideração, é possível estimar que 8.858 casos de estupro resultaram em gravidez em 2013. No mesmo ano (até novembro), segundo a Agência Pública de Jornalismo Investigativo, foram realizados 1.400 abortos legais na rede pública de saúde brasileira.
A lei 12.845, sancionada em agosto de 2013 pela presidenta Dilma Rousseff, determina que haja atendimento “emergencial, integral e multidisciplinar” em qualquer hospital do SUS, público ou conveniado, nos casos de violência sexual e se a mulher desejar abortar. Segundo o Ministério da Saúde, há 65 centros de referência do SUS em 26 estados que podem realizar os procedimentos de aborto legal, mas esta relação de estabelecimentos não é divulgada pelo órgão. A justificativa seria “preservar a integridade e a segurança das mulheres e dos próprios profissionais de saúde atuantes nessas unidades”.
“Desde que a pessoa tenha dinheiro para pagar, o aborto é permitido no Brasil”, escreve o médico cancerologista Drauzio Varella em seu site. “Se a mulher for pobre, porém, precisa provar que foi estuprada ou estar à beira da morte para ter acesso a ele. Como consequência, milhões de adolescentes e mães de família que engravidaram sem querer recorrem ao abortamento clandestino, anualmente”.
Segundo ele, a questão do aborto está mal posta. “Não é verdade que alguns sejam a favor e outros contrários a ele. Todos são contra esse tipo de solução, principalmente os milhões de mulheres que se submetem a ela anualmente por não enxergarem alternativa. É lógico que o ideal seria instruí-las para jamais engravidarem sem desejá-lo, mas a natureza humana é mais complexa: até médicas ginecologistas ficam grávidas sem querer”.
“Não há princípios morais ou filosóficos que justifiquem o sofrimento e morte de tantas meninas e mães de famílias de baixa renda no Brasil. É fácil proibir o abortamento enquanto esperamos o consenso de todos os brasileiros a respeito do instante em que a alma se instala num agrupamento de células embrionárias, quando quem está morrendo são as filhas dos outros. Os legisladores precisam abandonar a imobilidade e encarar o aborto como um problema grave de saúde pública, que exige solução urgente”, afirma Varella.
Fonte: hypescience

PSP de Lisboa deteve 55 taxistas por suspeita de especulação

A Divisão de Segurança Aeroportuária do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP deteve este ano 55 motoristas de táxi por suspeita do crime de especulação, informou hoje a força de segurança.
PAÍS
PSP de Lisboa deteve 55 taxistas por suspeita de especulação
Durante 2014, a Polícia de Segurança Pública (PSP) tem realizado, segundo um comunicado da força policial, um "esforço constante no combate a este crime praticado por alguns motoristas de táxi, pelo prejuízo" que este comportamento representa para a economia, mas também para a imagem do país junto dos turistas.
A PSP aconselha os utilizadores dos táxis a só pagarem a importância que marca o taxímetro e a exigirem sempre fatura, atitudes que podem contribuir para dissuadir a prática deste crime.
O Comando Metropolitano da PSP de Lisboa, através da Divisão de Segurança Aeroportuária, anunciou ainda ter detido hoje, "em flagrante delito", um motorista de táxi de 49 anos, pela prática do crime de especulação, e referiu ter apreendido o veículo.
O suspeito transportou um turista do aeroporto de Lisboa para uma unidade hoteleira, na zona da Praça dos Restauradores, e pediu 25 euros, quando o serviço prestado correspondia a 11,35 euros, explica a PSP.
O detido vai ser presente nos Juízos de Pequena Instância Criminal de Lisboa, para julgamento sob a forma sumária.
Fonte: NM

Sporting novamente interessado em Riascos

A Bola refere que o jogador Riscos volta a suscitar o interesse do Sporting
DESPORTO
Sporting novamente interessado em Riascos
O avançado colombiano Duvier Riascos volta a estar associado ao clube de Alvalade, avança A Bola.
O diário desportivo nacional refere que a rádio brasileira Itatiaia refere que o Sporting concorre com o Cruzeiro pela contratação do jogador.
“Tenho acordado sair se surgir a oportunidade de sair para a Europa ou para outro país mais importante”, referiu o jogador do clube mexicano, Monarcas Morelia.
Fonte: NM

ISIS tem guia para mães educarem bebés 'jihadistas'

Os extremistas islâmicos do ISIS terão divulgado um manual que pretende ensinar as mães a educar os seus filhos por forma a estarem preparados para a jihad, conta o Daily Mail. Os jihadistas avisam que as crianças devem ser ensinadas desde bebés.
MUNDO
ISIS tem guia para mães educarem bebés 'jihadistas'
Já conhecidas várias histórias inenarráveis relacionadas com os extremistas do grupo ISIS, chega-nos agora uma especialmente preocupante, relata o Daily Mail. A mesma publicação dá conta de um guia que pretende ensinar as mães islâmicas a educar os filhos para se tornarem jihadistas.
O manual, chamado ‘Sister’s Role in Jihad’ (‘O Papel das Mulheres na Jihad’), recomenda que se mostrem aos mais novos sites jihadistas, que lhes sejam lidas histórias de guerra ao adormecer, que se encorajem desportos como dardos, para treinar a sua pontaria, e que lhes sejam dadas armas de brincar.
Explica ainda que as progenitoras devem começar a educar as crianças desta forma ainda enquanto bebés, pois quando chegam aos 2/3 anos de idade já “pode ser tarde demais”.
“Nunca se subestima os prolongados efeitos daquilo que os seus pequenos olhos e ouvidos captam nos primeiros anos de vida”, escreve o manual.
Alguns órgãos que vigiam as condições humanas nessa zona alertam para os perigos que enfrentam as gerações futuras, enquanto se cria esta nova geração de crianças do Califado, treinadas para a guerra.
Fonte: NM

Abbas assina pedido de adesão da Palestina ao Tribunal Penal Internacional

O Presidente palestiniano, Mahmud Abbas, assinou hoje o pedido de adesão da Palestina ao Tribunal Penal Internacional (TPI), um dia depois de ter sido rejeitada na ONU uma resolução para a retirada de Israel dos territórios palestinianos.
ÚLTIMA HORA
Abbas assina pedido de adesão da Palestina ao Tribunal Penal Internacional
O Presidente palestiniano, Mahmud Abbas, assinou hoje o pedido de adesão da Palestina ao Tribunal Penal Internacional (TPI), um dia depois de ter sido rejeitada na ONU uma resolução para a retirada de Israel dos territórios palestinianos.
Além deste pedido, que visa abrir caminho a processos contra responsáveis israelitas na justiça internacional, Abbas assinou hoje outras 20 convenções internacionais, numa reunião transmitida em direto pela televisão oficial.
A Autoridade Palestiniana tinha advertido que pediria a adesão a uma série de organizações internacionais em caso de rejeição da resolução apresentada na terça-feira na Organização das Nações Unidas (ONU), prevendo a resolução do conflito com Israel no prazo de um ano e a retirada israelita dos territórios ocupados desde 1967 ao longo dos dois anos seguintes.
A resolução teve, entre outros, os votos favoráveis da França, Rússia e China e os votos contra dos Estados Unidos e da Austrália.
A adesão ao TPI pode ser aceite no prazo de cerca de dois meses.
Fonte: NM

Empresa ligada a Álvaro Sobrinho detém 30% da SAD leonina

A empresa angola Holdimo detém quase 30% da SAD do Sporting, refere a TSF.
DESPORTO
Empresa ligada a Álvaro Sobrinho detém 30% da SAD leonina
A empresa angolana Holdimo, ligada ao empresário Álvaro Sobrinho, detém 29,850% da Sociedade Anónima Desportiva (SAD) do Sporting, refere a TSF.
A informação é dada, esta quarta-feira, pela SAD “leonina” em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).
O Sporting já tinha anunciado a entrada da sociedade angolana no capital da SAD em 21 de novembro, mas faltava saber qual a posição detida pela empresa ligada a Álvaro Sobrinho, antigo presidente do Banco Espírito Santo Angola.
Com este investimento o clube de Alvalade regista um aumento de capital d e20 milhões.
No comunicado agora enviado à CMVM, a SAD “leonina” informa ainda que Paulo Antunes da Silva “exerce simultaneamente funções nos conselhos de administração da Sporting SAD e da Holdimo – Participações e Investimentos”, explica a TSF.
Fonte: NM

Homicida de "massacre" de Edmonton ligado a violência doméstica

A polícia de Edmonton no Canadá disse hoje que a morte de oito pessoas por um homem, na segunda-feira à noite, está relacionada com um "caso extremo de violência doméstica".
ÚLTIMA HORA
Homicida de massacre de Edmonton ligado a violência doméstica
Seis adultos, com idades entre os 25 aos 50 anos, e duas crianças com menos de 10 anos, foram encontrados sem vida em duas residências diferentes na segunda-feira à noite (madrugada de terça-feira em Portugal) e terão sido assassinadas por um homem, que depois se suicidou.
O alegado atirador, com registo criminal de 1987, utilizou uma arma roubada adiantou hoje o chefe da polícia de Edmonton Rod Knecht, acrescentando que se tratou de um "caso extremo de violência doméstica".
O homem, que se suspeita ser o autor dos crimes, foi encontrado morto, por suicídio, num restaurante na cidade vizinha de Fort Saskatchewan, na terça-feira de manhã, esclareceu a polícia.
"Foi caótico. É horrível", afirmou Rod Knecht em conferência de imprensa, adiantando que nos seus 39 anos de serviço, nunca viu "nada parecido".
Rod Knecht disse ainda que os assassinatos foram "planeados e deliberados", não havendo provas de ligações a gangues.
Também o primeiro-ministro da província de Alberta, Jim Prentice, mostrou-se hoje chocado com o sucedido.
"Nesta época de paz e de boa vontade, este ato de violência é ainda mais difícil de compreender. Os nossos pensamentos e orações estão com as famílias e amigos dos envolvidos neste momento muito difícil", disse Jim Prentice.
O primeiro corpo, de Cyndi Duong, 37, foi encontrado quando a polícia respondia a uma ocorrência envolvendo armas de fogo no sul de Edmonton por volta das 18:53 locais de segunda-feira [01:53 de terça-feira em Portugal]. Um homem entrou e baleou mortalmente a mulher, que foi declarada morta no local do crime.
A polícia recebeu então uma chamada para verificar a presença de um homem suspeito numa casa no norte de Edmonton.
No entanto, quando as autoridades chegaram, o suspeito já não se encontrava. De madrugada, a polícia voltou àquela casa e descobriu os corpos de sete pessoas, três mulheres, dois homens e duas crianças - um menino e uma menina.
Na terça-feira, a polícia foi a um restaurante em Fort Saskatchewan onde foi encontrado um veículo que correspondia à descrição da do alegado suicida.
O homem foi encontrado morto dentro do estabelecimento às 08:45 de terça-feira. "O homem morreu por aparente suicídio", anunciaram as autoridades.
Este caso em que morreram nove pessoas incluindo o suicida é já considerado um dos dez maiores massacres ocorridos no Canadá.
Fonte: NM

35 mortos e 42 feridos em tumulto no Ano Novo na cidade de Xangai

Pelo menos 35 pessoas morreram e outras 42 ficaram feridas após um tumulto durante as celebrações de ano novo na cidade chinesa de Xangai, avança a agência de notícias AFP.
ÚLTIMA HORA
35 mortos e 42 feridos em tumulto no Ano Novo na cidade de Xangai
Pelo menos 35 pessoas morreram e outras 42 ficaram feridas após um tumulto durante as celebrações de ano novo na cidade chinesa de Xangai, avança a agência de notícias AFP.
A causa do incidente ainda é desconhecida e a AFP relata, com base em imagens divulgadas pelos media locais, que havia muitas pessoas a rodear os feridos deitados no chão no meio da estrada.
Na semana passada as autoridades locais anunciaram o cancelamento da contagem decrescente com imagens a três dimensões que estava prevista para o local por estarem preocupados com a multidão ali concentrada.
O evento começou a ganhar popularidade nos últimos anos e, no ano passado, chegou a mobilizar 300 mil pessoas, um número que excedeu as espectativas das autoridades.
Fonte: NM

Presidente brasileira conclui mudanças ministeriais para novo mandato

A Presidente do Brasil, Dilma Rousseff, fechou hoje sua nova equipa com o anúncio do ministro das Relações Exteriores, Mauro Luiz Lecker Vieira, que deixará a Embaixada do Brasil nos Estados Unidos para assumir o cargo.
ÚLTIMA HORA
Presidente brasileira conclui mudanças ministeriais para novo mandato
A Presidente do Brasil, Dilma Rousseff, fechou hoje sua nova equipa com o anúncio do ministro das Relações Exteriores, Mauro Luiz Lecker Vieira, que deixará a Embaixada do Brasil nos Estados Unidos para assumir o cargo.
A um dia da posse para o seu segundo mandato, Dilma Rousseff confirmou ainda, numa nota oficial, a permanência de outros 13 nomes, completando assim a sua lista de colaboradores para os próximos quatro anos.
Entre as pastas que receberão novos líderes estão a de Ciência, Tecnologia e Inovação, que ficará com Aldo Rebelo (Partido Comunista Brasileiro), ex-ministro do Desporto, enquanto a pasta do Desporto foi dada ao deputado federal George Hilton (Partido Republicano Brasileiro).
O Ministério de Minas e Energia - cujo atual ministro, Edison Lobão (Partido do Movimento Democrático Brasileiro, PMDB), viu o seu nome citado no escândalo de corrupção da Petrobras - ficará a cargo do senador Eduardo Braga (PMDB) e o Ministério da Defesa ficou sob a responsabilidade do ex-governador da Bahia, Jacques Wagner, do Partido dos Trabalhadores (PT).
Para o Ministério da Casa Civil, uma das pastas mais importantes e próximas à Presidente, Dilma Rousseff manteve Aloizio Mercadante (PT), que já ocupou os ministérios da Ciência e Tecnologia e da Educação.
Para a Fazenda (equivalente ao Ministério da Economia, em Portugal) a líder já havia anunciado o ex-presidente do Tesouro Nacional durante o Governo de Lula da Silva, Joaquim Levy, economista formado na Escola de Chicago, nos EUA, de perfil mais liberal do que o seu antecessor, Guido Mantega.
Dilma Rousseff tomará posse oficialmente na quinta-feira, numa cerimónia em Brasília, que marcará o início do seu segundo mandato.
Fonte: NM

PM de Israel diz que palestinianos "têm mais a recear" do TPI que israelitas

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, afirmou hoje que os palestinianos "têm mais a temer" que Israel com a entrada no Tribunal Penal Internacional, ao qual pediram hoje adesão.
ÚLTIMA HORA
PM de Israel diz que palestinianos têm mais a recear do TPI que israelitas
O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, afirmou hoje que os palestinianos "têm mais a temer" que Israel com a entrada no Tribunal Penal Internacional, ao qual pediram hoje adesão.
"Quem tem mais a temer é a Autoridade Palestiniana, que formou governo com o Hamas, uma organização reconhecida como terrorista e que, como a organização Estado Islâmico, comete crimes de guerra", afirmou Netanyahu num comunicado divulgado pelo seu gabinete.
O presidente palestiniano, Mahmud Abbas, assinou hoje o pedido de adesão da Palestina ao Tribunal Penal Internacional (TPI), um dia depois de ter sido rejeitada na ONU uma resolução para obrigar Israel a retirar dos territórios palestinianos.
Além deste pedido, que visa abrir caminho a processos contra responsáveis israelitas na justiça internacional, Abbas assinou hoje outras 20 convenções internacionais, numa reunião transmitida em direto pela televisão oficial.
Netanyahu afirmou que o governo de Israel "fará tudo para defender" os soldados israelitas e assegurou que esta tentativa "será repudiada" tal como "foi repudiado o projeto de resolução palestiniano no Conselho de Segurança".
Fonte: NM

Banco de Portugal recebeu manifestações de interesse de 17 entidades para Novo Banco

 O Banco de Portugal anunciou hoje que foram 17 as entidades a demonstrar interesse na alienação do Novo Banco até às 17:00, hora limite fixada.
ÚLTIMA HORA
Banco de Portugal recebeu manifestações de interesse de 17 entidades para Novo Banco
O Banco de Portugal anunciou hoje que foram 17 as entidades a demonstrar interesse na alienação do Novo Banco até às 17:00, hora limite fixada.
No seguimento do convite do Fundo de Resolução, publicado a 4 de dezembro, "17 entidades manifestaram interesse no procedimento de alienação do Novo Banco S.A. dentro do prazo fixado (até às 17h00 de 31 de dezembro de 2014)", refere-se num comunicado divulgado pelo Banco de Portugal.
Ainda sobre a primeira fase do procedimento de alienação do Novo Banco, o Banco de Portugal acrescenta que, "por motivos de confidencialidade", enquanto promotor da transação não vai tornar pública a lista daquelas entidades.
Como está definido no caderno de encargos, o Banco de Portugal vai agora verificar se "os requisitos de pré-qualificação são cumpridos por parte de cada entidade que manifestou interesse no procedimento de alienação do Novo Banco".
O Banco de Portugal poderá ainda pedir mais documentação e comunicará a sua decisão, individualmente a cada uma daquelas entidades.
Após assinarem um acordo de confidencialidade, as entidades pré-qualificadas receberão informação adequada sobre o grupo Novo Banco, uma comunicação detalhada sobre a fase seguinte do procedimento, e serão então convidadas a apresentar propostas não vinculativas, afirma ainda o Banco de Portugal.
A "atratividade da oferta financeira" será o principal critério de escolha entre as propostas apresentadas para compra do Novo Banco, cujo procedimento de venda tem quatro fases: manifestações de interesse, propostas não-vinculativas, propostas vinculativas e decisão final.
Nos termos do anúncio de lançamento da venda publicado no início de dezembro na imprensa pelo Fundo de Resolução, que detém 100% do Novo Banco, o segundo critério mais valorizado na escolha do comprador será a "disponibilidade [...] para adquirir a totalidade dos ativos colocados à venda na operação".
Seguem-se os "planos estratégicos e de desenvolvimento para o Novo Banco e quaisquer compromissos com estes relacionados assumidos pelos potenciais compradores" e o "impacto geral da operação na concorrência e estabilidade financeira do setor bancário em Portugal".
A 03 de agosto, o Banco de Portugal tomou o controlo do BES, após a apresentação de prejuízos semestrais de 3,6 mil milhões de euros, e anunciou a separação da instituição em duas entidades: o chamado 'banco mau' (um veículo que mantém o nome BES e que concentra os ativos e passivos tóxicos do BES, assim como os acionistas) e o banco de transição que foi designado Novo Banco.
Fonte: NM

Rui Pinto ganhou a 40.ª edição da S. Silvestre da Amadora

Rui Pinto venceu hoje a 40.ª edição da São Silvestre da Amadora, num pódio masculino totalmente composto por atletas do Benfica, com Doroteia Peixoto, dos Amigos da Montanha, a ser a vencedora feminina.
ÚLTIMA HORA
Rui Pinto ganhou a 40.ª edição da S. Silvestre da Amadora
Rui Pinto venceu hoje a 40.ª edição da São Silvestre da Amadora, num pódio masculino totalmente composto por atletas do Benfica, com Doroteia Peixoto, dos Amigos da Montanha, a ser a vencedora feminina.
A corrida masculina revestia-se de alguma expetativa, face ao equilíbrio que se previa entre Rui Pinto, Youssef el Kalai, que se estreava com a camisola do Benfica, e Eduardo Mbengani, do Sporting.
Mas o jovem Rui Pinto cedo se isolou e não mais foi alcançado, concluindo os 10 km do percurso em 29.49 minutos, com 12 segundos de vantagem sobre El Kalai e 24 sobre José Moreira, todos do Benfica.
Eduardo Mbengani ficou num distante quarto lugar, a 43 segundos de Rui Pinto.
Sem primeiros planos nacionais, a prova feminina teve em Doroteia Peixoto uma inesperada vencedora, destacando-se na parte final e terminando em 34.45 minutos, contra 34.58 da individual Cláudia Pereira.
A sportinguista Sara Pinho completou o pódio em 35.03 minutos, à frente da sua companheira de equipa Leonor Carneiro.
Classificações:
- Masculinos:
1. Rui Pinto (Benfica), 29.49 minutos.
2. Youssef el Kalai (Benfica), 30.01.
3. José Moreira (Benfica), 30.13.
4. Eduardo Mbengani (Sporting), 30.32.
5. Ricardo Mateus (Sporting), 30.35.
6. Nelson Cruz (Pedro Pessoa), 30.42.
- Femininos:
1. Doroteia Peixoto (Amigos Montanha), 34.45.
2. Cláudia Pereira (individual), 34.58.
3. Sara Pinho (Sporting), 35.03.
4. Leonor Carneiro (Sporting), 35.29.
5. Catarina Carvalho (Donas), 35.51.
Fonte: NM

Ébola: 21.171 infeções e 7.890 mortes nos três países mais afetados - OMS

Mais de 20.000 pessoas foram infetadas com o vírus Ébola nos três países da África Ocidental mais afetados e 7.890 morreram, segundo o balanço mais recente da Organização Mundial de Saúde (OMS) divulgado hoje.
ÚLTIMA HORA
Ébola: 21.171 infeções e 7.890 mortes nos três países mais afetados - OMS
Mais de 20.000 pessoas foram infetadas com o vírus Ébola nos três países da África Ocidental mais afetados e 7.890 morreram, segundo o balanço mais recente da Organização Mundial de Saúde (OMS) divulgado hoje.
Segundo o novo balanço, divulgado hoje e relativo aos casos registados até 28 de dezembro, a Serra Leoa, o país com mais casos, registou 9.446 casos, 2.758 mortais.
A Libéria registou por seu lado um abrandamento do ritmo de propagação do vírus, contando 8.018 casos, 3.423 deles mortais.
Na Guiné-Conacri, a OMS registou 2.707 casos, 1.708 deles mortais.
Fora destes três países mais atingidos, o balanço de casos mortais mantém-se igual ao anterior - seis no Mali, um nos Estados Unidos e oito na Nigéria -, mas há mais um país com um caso de infeção declarado, o Reino Unido.
Fonte: NM

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

7 coisas básicas que você não vai acreditar que está fazendo errado

Você vai ficar surpreso com o tanto de coisa que deveria ser supersimples, mas que nós insistimos em fazer errado. Pior: nem sabemos que somos muito ruins nisso.

7. Cocô

coisas basicas 7
Até bebês sabem fazer cocô, então como podemos estar fazendo isso errado?
O sanitário é uma invenção relativamente recente, que cavou seu caminho para o coração da humanidade com o advento da água encanada no século 19. Água encanada é ótima na maior parte do tempo, mas o estilo de fazer cocô que veio com ela definitivamente não é. Defecar sentado em um vaso sanitário moderno é o maior causador de hemorroidas, e também pode causar doença diverticular, uma condição relacionada com a idade que praticamente só ocorre nas partes do mundo onde são usados vasos sanitários sentados. Essa condição pode levar a uma gama de problemas, até e incluindo obstrução do cólon.
Felizmente, há uma maneira relativamente simples de acabar com esse dilema. Um estudo de 2003 observou 28 pessoas fazendo cocô em três posições: sentadas em um vaso sanitário elevado, sentadas em um vaso sanitário mais baixo, e de cócoras (como costumávamos fazer cocô antigamente). Os pesquisadores descobriram que as pessoas demoraram cerca de um minuto a menos para defecar quando fizeram cocô de cócoras. Os participantes também classificaram a experiência como “mais fácil” (esperamos que eles tenham sido pagos).
Quando você está em uma posição sentada ou em pé, forma um ângulo entre o onde o cocô está e onde deveria sair. Há até mesmo um músculo cujo objetivo é apertar as coisas quando estamos sentados ou em pé para evitar acidentes. Ficar de cócoras endireita este ângulo e remove o choque.
Se o pensamento de ficar cócoras em cima de seu vaso sanitário não é interessante para você, você pode produzir esse ângulo de maneira semelhante descansando os pés sobre um banquinho e inclinando a metade superior de seu corpo para a frente.

6. Banho

coisas basicas 6
Tomar banho diariamente, apesar de nos tornar mais socialmente aceitáveis, causa estragos em algo chamado de camada córnea. Água quente, sabão e superfícies abrasivas retiram a camada córnea, expondo as células vivas do nosso corpo aos elementos. Prejudicar esta camada protetora da pele nos torna mais suscetíveis à doenças.
O banho não mata bactérias ou outros microrganismos, embora possa movê-los. Uma colônia de bactérias que vive na parede do seu chuveiro pode mover-se para sua perna; uma colônia de sua perna pode mover-se para a sua cabeça; uma colônia de sua virilha pode até fixar residência em suas mãos.
Já o uso de sabonetes antibacterianos pode matar microrganismos. Em um esforço para não criar demasiadas superbactérias, médicos geralmente recomendam não usar esses sabonetes diariamente.
A coisa mais importante a fazer para manter a pele saudável é preservar a camada córnea. Não há nenhum número mágico de banhos a cada semana, mas é geralmente aceito que o número cairia em sete ou menos. Evitar tomar banho diariamente dá tempo a sua pele para reparar alguns dos danos que o último chuveiro causou.
Claro que ficar sem tomar banho não é fácil, socialmente falando. Então, quando você de fato for pra baixo do chuveiro, prefira água morna ou fria e sabão neutro, e hidrate a camada córnea com algum creme hidratante depois.

5. Respiração

coisas basicas 5
Respire fundo agora. Se você for como a maioria das pessoas, você levantou os ombros um pouco e estufou o peito como um pombo no cio. Você provavelmente não viu nada de errado em usar o seu peito para respirar, mas na verdade o músculo que você deveria usar para a respiração, o diafragma, está mais perto de sua barriga.
Em posição vertical, a maioria das pessoas são habituais respiradoras de peito. Geralmente, usamos uma forma superficial de respiração que aproveita apenas a parte superior dos pulmões. Na realidade, a maioria dos vasos sanguíneos que levam oxigênio estão na parte inferior. Assim, levamos menos oxigênio para o pulmão e, como resultado, respiramos mais rapidamente do que a natureza pretendia que fizéssemos.
Respiração torácica também tende a perturbar o equilíbrio oxigênio/dióxido de carbono do sangue e pode levar a dores de cabeça, fadiga, ansiedade e até mesmo ataques de pânico. Também potencialmente deixa as mãos suadas, causa dificuldade em relaxar, percepção da dor acentuada e fadiga geral.
A respiração é uma área em que os bebês são muito mais inteligentes do que nós. Eles usam um tipo mais profundo de respiração chamada respiração abdominal, que faz pleno uso dos seus diafragmas. Felizmente, podemos treinar nosso corpo adulto para voltar a respirar corretamente.
Tente “inflar” o estômago ao respirar, ao mesmo tempo mantendo o peito relativamente parado. Em seguida, contraia os músculos abdominais na expiração. Não só isso vai dar-lhe mais oxigênio durante a respiração, como acabará por reforçar seu diafragma. Um diafragma mais forte significa que você obtém mais oxigênio a cada respiração, e seu cérebro não precisa desviar o gás de seus músculos, e assim você se cansa menos facilmente.
Um estudo com pacientes cardíacos mostrou que esse tipo de respiração leva a um melhor desempenho em exercícios físicos e diminui a falta de ar.

4. Dormir

coisas basicas 4
Parece que ninguém pode “dormir errado”, mas toda vez que você acorda no meio da noite parece que algo está errado, não? Por que você não consegue dormir uma noite inteira?
Neste caso, você está fazendo a coisa certa. É a sua reação que está errada.
A ideia de que oito horas ininterruptas é o único padrão de sono natural para a humanidade é surpreendentemente recente. Antes de alguém que não foi Thomas Edison inventar a lâmpada, as pessoas em áreas com mais de oito horas de escuridão geralmente dormiam de 3 a 5 horas, acordavam por uma hora, e voltavam a dormir outras 3 a 5 horas. A hora ou mais de tempo acordado era utilizada para a reflexão, sexo, fumo e praticamente tudo, exceto olhar para a parede com medo de insônia.
Nos últimos tempos, a luz artificial tem empurrado a nossa hora de dormir cada vez mais tarde, e o sono segmentado foi comprimido em um único de oito horas. Ainda assim, nossos cérebros são naturalmente “programados” para o sono segmentado. Em um experimento de um mês, indivíduos saudáveis receberam uma longa “noite” artificial com duração de 14 horas. Eles rapidamente mudaram seu sono para o padrão segmentado, acordando por uma ou duas horas entre dois trechos de três a cinco horas de sono.
Felizmente, se você não for do tipo que quiser acordar no meio da noite, não há problema. De acordo com especialistas, se você manter a calma e deixar-se cair de volta no sono naturalmente, em vez de ficar em pânico se perguntando por que você está acordado, provavelmente não terá quaisquer efeitos negativos no dia seguinte.

3. Parto

coisas basicas 3
Hoje, a maioria das mulheres ainda dão à luz na posição chamada de “litotomia”, uma pose estranha que consiste em deitar de costas com os pés e as pernas levantadas.
Na verdade, essa é a pior posição que se possa imaginar para dar à luz. A Organização Mundial de Saúde (OMS) a chamou de “claramente prejudicial” e recomendou que seja eliminada.
Com a mulher apoiada nas costas, o bebê luta contra a gravidade em seu caminho para o mundo. O resultado: um parto mais difícil e um aumento da taxa de ruptura vaginal grave.
Além disso, gritar para a mãe “empurrar” aumenta o dano perineal e a dor do parto, ao mesmo tempo em que diminui a quantidade de oxigênio que chega ao feto.
Basicamente, a posição de litotomia tornou-se padrão na medicina moderna principalmente porque dá aos médicos acesso direto e irrestrito à vagina. Na verdade, ter bebês é muito parecido com fazer bebês – não há uma posição que se adapte a todas as situações. A OMS sugere que as mulheres tenham a oportunidade de se movimentar durante o trabalho de parto e de mudar a sua posição de acordo com o que parecer melhor.
Em geral, a ciência nos diz que uma boa posição para o parto é de cócoras, porque geralmente abre a pelve em 10%. Nesse caso, 10% de espaço a mais pode significar muito. Se tem uma coisa que aprendemos até agora, é que cócoras é o máximo, não?

2. Escovação dentária

coisas basicas 2
Como o banho, nossas práticas de escovação obsessivo-compulsivas levam à uma melhora da nossa vida social, mas à uma deterioração da saúde oral, incluindo aumento do número de cáries e eventual perda de dentes.
Dentistas britânicos estão agora recomendando que as pessoas, especialmente as crianças, não escovem os dentes após cada refeição. A razão é que a acidez dos alimentos e bebidas faz com que o esmalte do dente amoleça, e escová-lo logo depois de comer uma refeição ácida tira seu esmalte, deixando-o vulnerável.
Estudos mostram que o uso de fio dental é muito mais importante do que a escovação. Ele realmente remove as bactérias que se agregam entre os dentes, sem esfregar e descascar suas camadas.
Ainda assim, os especialistas recomendam que você escove os dentes duas vezes ao dia. Porém, você deve fazê-lo bem depois das refeições, para dar tempo aos dentes de se recuperarem do desgaste ácido – idealmente, mesmo antes de comer ou beber. Além disso, estudos sugerem que você deve usar uma escova macia e se concentrar em suas gengivas mais do que nos dentes.

1. Sentar

coisas basicas 1
Passar muito tempo sentado aumenta o risco de diabetes, doenças cardíacas e até câncer, não importa o quanto você se exercite quando não está sentado. Sentar-se por longos períodos de tempo também aumenta sua chance de morrer mais cedo, de qualquer causa. E tudo isso é culpa da invenção de cadeiras.
As cadeiras de encosto reto com que estamos familiarizados hoje existem há milhares de anos, mas, até recentemente, eram quase que exclusivamente direcionadas às pessoas realmente importantes. Nós ainda temos expressões como “cátedra universitária” e “cadeira cativa” que mostram a ligação entre uma cadeira e liderança.
Sendo assim, nossos corpos não são projetados para esse suporte em ângulo reto. Quando estamos em pé, ou mesmo sentados sem encosto, nossos músculos abdominais ficam ativos, ajudando nossas costas a apoiar o nosso peso. Já quando sentamos em uma cadeira, esses músculos relaxam e, de repente, nossa coluna tem que suportar a parte superior do tronco sozinha, como um galho segurando uma bola de boliche. O esforço extra coloca pressão sobre os discos da coluna vertebral e pode eventualmente levar a dor nas costas crônica, algo que é experimentado por quase todo mundo (carece de estatística, mas o senso comum concorda largamente).
Alguns especialistas recomendam uma “postura ativa”, que significa ficar ajoelhado ou sentado em algo sem encosto. Há também mesas de trabalho nas quais a pessoa fica em pé.
Além disso, deitar as costas em um ângulo de 135 graus com os pés no chão, em uma posição reclinada, também parece ser melhor para as costas que sentar em um ângulo de 90 graus, de acordo com um estudo que utilizou ressonância magnética.
Fonte: hypescience

É nestas casas que mora a solidão

Enquanto derretemos com nosso verão tropical, é inverno congelante no hemisfério norte, cortesia da inclinação do eixo da Terra.
Todos os invernos, a paisagem cobre-se de um belo e mortal tapete branco, dando um toque surreal de conto de fadas, com trolls, gigantes de gelo e lobos. No meio das enormes extensões nevadas, casas solitárias parece que ficam mais solitárias ainda.
Viaje nestas fotos que sussurram isolamento: 
casas-solitarias-cobertas-de-neve-1
casas-solitarias-cobertas-de-neve-2
casas-solitarias-cobertas-de-neve-3
casas-solitarias-cobertas-de-neve-4
casas-solitarias-cobertas-de-neve-5
casas-solitarias-cobertas-de-neve-6
casas-solitarias-cobertas-de-neve-7
casas-solitarias-cobertas-de-neve-8
casas-solitarias-cobertas-de-neve-9
casas-solitarias-cobertas-de-neve-10
casas-solitarias-cobertas-de-neve-11
casas-solitarias-cobertas-de-neve-12
casas-solitarias-cobertas-de-neve-13
casas-solitarias-cobertas-de-neve-14
casas-solitarias-cobertas-de-neve-15
casas-solitarias-cobertas-de-neve-16
casas-solitarias-cobertas-de-neve-17
casas-solitarias-cobertas-de-neve-18
casas-solitarias-cobertas-de-neve-19
casas-solitarias-cobertas-de-neve-20
casas-solitarias-cobertas-de-neve-21
casas-solitarias-cobertas-de-neve-22
casas-solitarias-cobertas-de-neve-23
casas-solitarias-cobertas-de-neve-24
casas-solitarias-cobertas-de-neve-25
casas-solitarias-cobertas-de-neve-26
casas-solitarias-cobertas-de-neve-27
casas-solitarias-cobertas-de-neve-28
casas-solitarias-cobertas-de-neve-29
casas-solitarias-cobertas-de-neve-30
casas-solitarias-cobertas-de-neve-31
casas-solitarias-cobertas-de-neve-32
casas-solitarias-cobertas-de-neve-33
casas-solitarias-cobertas-de-neve-34
casas-solitarias-cobertas-de-neve-35
casas-solitarias-cobertas-de-neve-36
casas-solitarias-cobertas-de-neve-37
casas-solitarias-cobertas-de-neve-38
casas-solitarias-cobertas-de-neve-39
casas-solitarias-cobertas-de-neve-40
casas-solitarias-cobertas-de-neve-41
casas-solitarias-cobertas-de-neve-42
casas-solitarias-cobertas-de-neve-43
casas-solitarias-cobertas-de-neve-44
casas-solitarias-cobertas-de-neve-45
casas-solitarias-cobertas-de-neve-46
Fonte: hypescience