Total de visualizações de página

sábado, 31 de maio de 2014

Físicos descobrem a “evidência mais clara já encontrada” de que o universo é um holograma

clearest
Uma equipe de físicos relatou a mais clara evidência já encontrada de que o nosso universo é um holograma. Mas calma, não vá imaginar algo próximo a Matrix. A ideia destes pesquisadores japoneses se refere à teoria de que as três dimensões que percebemos são na verdade apenas “pintadas” sobre o horizonte cosmológico – a fronteira do universo conhecido.
Se isso soa paradoxal, tente imaginar uma imagem holográfica que muda conforme você a movimenta (lembra dos tazos? Então). Embora a imagem seja bidimensional, observá-la de diferentes pontos cria a ilusão de que ela é 3D.
A nova pesquisa pode ajudar a reconciliar um dos problemas mais duradouros da física moderna: a inconsistência aparente entre os diferentes modelos de universo, como explicado pela física quântica e pela teoria da gravidade de Einstein. Os dois trabalhos científicos são o resultado de anos de trabalho liderado por Yoshifumi Hyakutake, da Universidade de Ibaraki, no Japão, e lidam com cálculos hipotéticos das energias de buracos negros em diferentes universos.
Este modelo do universo ajuda a explicar algumas inconsistências entre a relatividade geral (a teoria de Einstein) e a física quântica. Embora o trabalho de Einstein sustente grande parte da física moderna, em certos extremos (como no centro de um buraco negro) os princípios que ele esboçou desmoronam e as leis da física quântica assumem.
O método tradicional de conciliar esses dois modelos veio do trabalho do físico teórico Juan Maldacena, de 1997, cujas ideias baseavam-se na teoria das cordas. Esta é uma das “Teorias de Tudo” mais respeitadas (inclusive, Stephen Hawking é um fã) e postula que os objetos unidimensionais de vibração, conhecidos como “cordas”, são as partículas elementares do universo.
Maldacena saudou a pesquisa feita por Hyakutake e sua equipe, levando em consideração também os artigos que eles vinham publicando ao longo dos anos de trabalho. Para ele, os resultados são “uma forma interessante de testar muitas ideias na gravidade quântica e na teoria das cordas”.
Leonard Susskind, um físico teórico considerado como um dos pais da teoria das cordas, acrescentou que o trabalho da equipe japonesa “confirmou numericamente, talvez pela primeira vez, algo que tinhamos quase certeza de ser verdade, mas ainda era uma conjectura”.
Fonte: hypescience

Quando um avião comercial fica sem combustível, no meio do caminho

hxjkgcnpennhfsvnervu
Está aí uma experiência que eu mesma não desejo para ninguém. Estar em um avião e receber a notícia de que, ops!, ele está sem combustível e o piloto terá que fazer um pouso forçado.
Minha experiência com aviões, pelo menos até hoje (e assim espero que continue) tem sido bem agradável – exceto por uma turbulência mais forte que peguei atravessando o Oceano Atlântico, que me arrepia só de lembrar. Daquela vez, o avião balançou tanto que chegou a abrir alguns compartimentos de bagagens de mão (sabe aquele que ficam nas laterais, em cima das poltronas?) e as comissárias de bordo passavam apressadas de um lado para o outro, tentando acalmar os passageiros. Mas, fato que, segundo o piloto daquele voo, a turbulência estava “dentro dos padrões de normalidade”.
E aí eu fiquei me perguntando: se o filme da minha vida passou diante dos meus olhos com um turbulência dita “normal”, imagino o que não passou na cabeça das pessoas que estavam dentro desse avião que ficou sem combustível, em 23 de julho de 1983.
O plano de voo da aeronave Canada 143 previa um trajeto que ia de Montreal para Quebec, depois de Quebec para Ottawa, e finalmente de Ottawa para Ontário, tudo no Canadá. O que não deveria ser nenhum problema – mesmo para aquela época. Contudo, desde o início da preparação do avião, a equipe de tripulantes percebeu que o controle de combustível estava com defeito. Trata-se de um dispositivo chamado “Sistema de Informação de Quantidade de Combustível” (em tradução livre), um sistema que gerencia todo o processo de carregamento de combustível de uma aeronave. Isso é, caso esteja em perfeitas condições de funcionamento – o que não era o caso.
Para que o Canada 143, da companhia Air Canada, pudesse levantar voo, então, a equipe de manutenção em solo deveria calcular a quantidade de combustível necessária para completar o plano de voo em perfeita segurança. Responsabilidade grande. E nem preciso dizer que alguma conta deu errado, né? Viu só como negligenciar a matemática prejudica a saúde, o emprego e a vida em geral? Nesse caso, especialmente!
Reza a lenda que a equipe verificou os cálculos uma vez, duas vezes e até uma terceira vez, e todos os valores correspondiam adequadamente. Depois de chegar em Ottawa e se preparar para o próximo trecho, que correspondia a um total de 2.800 km, o Capitão Robert Pearson sentiu que alguma coisa não estava certa e pediu que a equipe de manutenção daquele aeroporto recalculasse a quantidade de combustível, só para ter certeza e voar em paz. Mas parece que eles também estavam com a cabeça nas nuvens.
Os reabastecedores afirmaram que os tanques tinham 11.430 litros de combustível, o que corresponderia a aproximadamente 20.400 quilos de combustível à bordo, quando na verdade eles tinham apenas cerca de 9.144 quilos – uma diferença considerável e, convenhamos, perigosa.

Onde foi o problema?

O problema foi que a equipe de solo original (que estava na cidade de Montreal, de onde o avião saiu) e a tripulação do voo se esqueceram de um detalhe importante: que o avião era novo e utilizava o sistema métrico. Naquela época, o Canadá estava em processo de mudança para o sistema métrico (o mesmo que usamos no Brasil) e os aviões mais novos adquiridos pela companhia aérea Air Canada já vinham adaptados a esse então novo sistema de medidas. Como ninguém estava avisado, e tampouco acostumado com o novo padrão de medida, fizeram os cálculos usando erroneamente a proporção de 1,77 libras por quilo, quando na verdade deveriam ter calculado com 0,8 kg/litro.
Em outras palavras, isso significava que o avião estava com apenas a metade do combustível que precisava para completar o percurso total estabelecido em seu plano de voo.

E o que aconteceu?

Pouco antes do jantar ser servido, uma luz de aviso se acendeu na cabine dos pilotos. Naquele momento, segundo relatos do piloto Pearson e seu copiloto Maurice Quintal, eles achavam que havia algum problema na bomba de combustível na asa esquerda. Então a desligaram. Mas uma segunda luz de aviso se acendeu no painel de controle, fazendo uma advertência a respeito da pressão de combustível.
Pearson sentiu que era muita coincidência para não ser verdade, e resolveu desviar o trajeto para a cidade mais próxima. Poucos minutos depois, outro medidor de pressão piscou no painel e, nesse momento, eles perderam o motor esquerdo. Dois minutos depois, perderam o outro motor. Como não havia combustível, os motores entraram em colapso e pegaram fogo. E a fala daquele momento que ficou gravada no sistema do avião foi um “oh, merda”, dito por Pearson. Acho que podemos dizer que ele foi um tanto contido, não?
Aliás, não fosse a calma dele, essa história teria um final bem diferente.
Depois de uma leitura rápida dos manuais, que não tinham especificado quais eram os procedimentos padrão para o caso de perda de ambos os motores, os pilotos rapidamente perceberam que sua única esperança era, de alguma forma, deslizar o avião para uma aterrissagem segura. Embora Pearson nunca tivesse realizado um procedimento como aquele que tinha em vista em um Boeing 767, ele era um piloto de planador extremamente experiente, para a sorte de todos os passageiros à bordo.
É claro que, mesmo que o Boeing 767 fosse perfeitamente capaz de deslizar, em plena carga, muitos dos sistemas do avião não haviam sido concebidos para funcionar sem os motores. E para ajudar, quando os motores foram para o beleléu, levaram junto muitos dos sistemas e instrumentos que deveriam ser utilizados em caso de falta de energia elétrica.
E se a perda de muitos dos instrumentos não fosse ruim o suficiente, a situação ficou ainda pior com a perda de pressão hidráulica. Sem ela, os pilotos ficam sem controle algum. Neste ponto, o avião começou a perder altitude, a uma taxa de cerca de 2.000 pés por minuto. E ao se aproximarem da pista, Pearson e Quintal perceberam que ainda estavam muito alto. Eles, então, realizaram uma manobra comum em pequenas aeronaves. Embora um tanto arriscada, essa foi a única opção dos pilotos​​.

O pouso

Com a falta de pressão hidráulica, os pilotos tiveram que encarar uma outra desvantagem: eles não poderiam controlar o trem de pouso. Outro problema foi que no lugar onde eles esperavam que estivesse uma pista abandonada, um centro de lazer havia sido construído. E naquele 23 de julho de 1983, o local estava realizando um evento de “Dia da Família”. Ou seja: estava lotado, e cheio de crianças. Todo o cenário de uma tragédia estava montado, só para deixar essa história ainda mais emocionante!
Esse momento deve ter sido absolutamente surreal para todos os envolvidos. Para os pilotos que tinham uma responsabilidade tremenda nas mãos, agora com muito mais pessoas. Para quem estava no parque, que percebia um avião se aproximando perigosamente. E, como não poderia deixar de ser, para os passageiros, que viram a paisagem se aproximar mais rápido que o normal. Dizem que uma das pessoas que estava à bordo chegou a dizer que quase podiam ver que roupa as pessoas do centro de lazer estavam usando.
E então, contra todas as expectativas e contra todas as enormes adversidades que foram pipocando no caminho, eles conseguiram pousar em segurança, deslizando o avião em um pedaço de solo. O Boenging 767, de 100 toneladas e que carregava 69 pessoas, fez uma aterrissagem completamente segura, sem motores, sem freios, sem abas e sem o mínimo controle da aeronave.
Embora algumas pessoas tenham ficado feridas ao sair do avião, devido ao ângulo agora contorcido de suas saídas de emergência, nenhum dos 61 passageiros ou 8 membros da tripulação sofreu qualquer lesão grave. 
Fonte: hypescience

Samsung e Oculus se unem para criar headset

O novo dispositivo não deve trazer uma tela e sim usará os smartphones da Samsung como display primário

Sede da Samsung, em Seul
O suposto produto terá ênfase no consumo de mídia em vez de focar em games
Parece que o suposto headset de realidade virtual da Samsung não será um concorrente do Oculus Rift. Segundo informações do site Engadget, a empresa Oculus está ajudando a fabricante a desenvolver seu próprio dispositivo.
O novo dispositivo não deve trazer uma tela e sim usará os smartphones da Samsung como display primário.
De acordo com as informações, a Samsung deve fornecer toda a parte de hardware para o dispositivo de realidade virtual e a Oculus será responsável pelo desenvolvimento do software.
O suposto produto terá ênfase no consumo de mídia em vez de focar em games, por isso não se deve esperar por uma experiência similar ao do Oculus Rift.
Nos protótipos desenvolvidos, a realidade virtual da Samsung é “navegável” por meio de comandos de voz e movimentos. Escolher um item na interface 3D poderá ser feito com o movimento da cabeça, por exemplo.
A parceria pode soar estranha, porém em troca das contribuições pelo software, a Oculus deve ganhar acesso às próximas gerações de tela OLED da Samsung, o que seria vital para um lançamento comercial de seu próprio dispositivo, fornecendo painéis com resolução muito superior a encontrada atualmente na segunda geração do Rift.
No entanto, nenhuma das empresas confirmou a suposta parceria ou mesmo que esses protótipos de fato existem. Resta aguardar para saber como será o desenrolar dessa história.
Fonte:  Exame.com

Itália socorre 3 mil imigrantes ilegais nas últimas 24 horas

Os imigrantes foram resgatados ao longo da noite de hoje em diversas operações de salvamento

Matteo Renzi, primeiro-ministro italiano
Matteo Renzi, primeiro-ministro italiano, debaterá o problema ao longo do segundo semestre
Roma - A Marinha da Itália informou neste sábado ter socorrido cerca de 3 mil imigrantes ilegais que tentavam chegar ao litoral do país através do Canal da Sicília nas últimas 24 horas.
Os imigrantes foram resgatados ao longo da noite de hoje em diversas operações de salvamento. Nos últimos meses, a Itália pediu reiteradamente ajuda à União Europeia para abordar o problema da chegada em massa de imigrantes ilegais ao país, um número que nos primeiros cinco meses do ano chegou a quase 40 mil pessoas.
Em entrevista publicada hoje por vários jornais europeus, como o italiano 'La Stampa', o primeiro-ministro Matteo Renzi afirmou que vai debater o problema da imigração ao longo do segundo semestre, quando a Itália ocupar a presidência rotatória da União Europeia (UE).
A Marinha italiana socorre imigrantes em situação de perigo em alto-mar graças à operação de salvamento 'Mare Nostrum', iniciada após um naufrágio ocorrido em 3 de outubro de 2013 perto da ilha de Lampedusa e que matou 366 pessoas.
Desde então, esta operação resgatou 27.790 imigrantes, dos quais 3.034 eram menores de idade, segundo o Ministério da Defesa italiano.
Esta operação não evitou, no entanto, uma nova tragédia no dia 13 de maio, quando pelo menos 17 imigrantes morreram depois que a embarcação em que estavam naufragou a 100 milhas náuticas de Lampedusa.
Fonte: Exame.com

Ministro da Itália alerta que deflação seria um "desastre"

A inflação da zona do euro ficou em 0,7 por cento em abril, muito abaixo do teto de 2 por cento do Banco Central Europeu

O economista chefe da OCDE, Pier Carlo Padoan, apresenta em Paris o relatório da instituição em 27 de novembro
 Padoan: autoridades deveriam dar uma resposta ao problema
Trento - A deflação seria um desastre para a zona do euro, em particular para países com alta dívida pública, disse o ministro da Economia da Itália, Pier Carlo Padoan, neste sábado.
A inflação da zona do euro ficou em 0,7 por cento em abril, muito abaixo do teto de 2 por cento do Banco Central Europeu (ECB, na sigla em inglês), e deve permanecer no mesmo nível em maio, de acordo com um levantamento da Reuters junto a analistas.
Na Itália, cifras preliminares para maio divulgadas na sexta-feira mostraram que os preços ao consumidor subiram somente 0,4 por cento no ano.
"As autoridades responsáveis pela política monetária deveriam dar uma resposta adequada a este problema para evitar que as expectativas de inflação caiam", disse Padoan em uma conferência econômica na cidade de Trento.
"Isso seria um desastre para a zona do euro, em particular para países com alta dívida pública", afirmou.
Em sua reunião de formulação de políticas na quinta-feira, o ECB deve cortar sua taxa principal de refinanciamento, que já se encontra no valor baixo recorde de 0,25 por cento, assim como reduzir suas outras taxas de juro e adotar medidas para aumentar os empréstimos para pequenas empresas.
Fonte; Exame.com

Obama liga mudança climática a riscos para a saúde

Obama disse que os EUA precisam se esforçar mais para reduzir as emissões de carbono

O presidente dos EUA, Barack Obama, discursa na Academia Militar em West Point, Nova York, nesta quarta-feira
Obama lembrou das crianças que têm problemas respiratórios
Washington - O presidente Barack Obama deu início, neste sábado, a uma campanha para estimular a criação de novas restrições às emissões das usinas de energia dos Estados Unidos, ao relacionar a luta contra as mudanças climáticas com os esforços para promover melhores condições de saúde para crianças e idosos.
Em seu programa semanal de rádio, Obama disse que os EUA precisam se esforçar mais para reduzir as emissões de carbono, para que as crianças que sofrem de asma e outras doenças relacionadas não tenham mais problemas, como resultado do ar poluído.
Seu argumento foi uma indicação do que a sua administração vai apresentar nas próximas semanas, depois de a Agência de Proteção do Meio Ambiente (EPA) revelar na segunda-feira as novas regras limitando as emissões de dióxido de carbono das usinas de energia existentes no país.
Embora as regras se destinem a ajudar Washington a cumprir as obrigações internacionais de redução das emissões de gases do efeito estufa, responsáveis pelo aquecimento global, o foco da Casa Branca nos benefícios à saúde humana faz parte de uma tentativa de angariar o apoio do povo americano.
"Frequentemente, essas doenças são agravadas pela poluição do ar, pela poluição das mesmas fontes que liberam carbono e contribui para as mudanças climáticas", ele disse. "E, pelo bem dos nossos filhos, precisamos nos esforçar mais para reduzi-las." Obama observou que cerca de 40 por cento das emissões de carbono dos EUA se originam de usinas que, anteriormente, não tinham restrições.
Fonte: Exame.com

Americano realizou atentado na Síria, dizem autoridades

Acredita-se que essa é a primeira vez que um americano está envolvido em um ataque desse tipo

Bandeira dos Estados Unidos
O homem-bomba era da Flórida
Washington - Um cidadão norte-americano da Flórida lançou um atentado suicida contra tropas do governo sírio no início desta semana, afirmaram autoridades dos EUA. Acredita-se que essa é a primeira vez que um americano está envolvido em um ataque desse tipo desde o início da guerra civil na Síria.
O americano foi identificado como Moner Mohammad Abu-Salha, afirmou a porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Jen Psaki, em um comunicado que forneceu detalhes sobre ele.
O senador democrata Bill Nelson afirmou a jornalistas, em Miami, que o homem-bomba era da Flórida.
Pelo menos 160 mil pessoas morreram em combates entre as forças do governo e da oposição que tentam derrubar o presidente sírio Bashar Assad. 
Fonte: Exame.com

Espanha prende ex-líder do grupo separatista basco ETA

Harriet Aguirre Garcia é acusado do assassinato de um vice-prefeito espanhol em 2011

Representantes do ETA
O ETA é acusado da morte de 829 pessoas
Madri - Um ex-líder do grupo separatista basco ETA foi preso nesta sexta-feira, segundo informou o Ministério do Interior da Espanha.
Harriet Aguirre Garcia, de 35 anos, é acusado do assassinato de um vice-prefeito espanhol em 2011. Em 2005, ele havia sido preso na França e deportado para a Espanha. Não ficou claro quando e porque ele foi libertado após esse episódio, nem o motivo da nova prisão.
O ETA, que em 2011 abandonou o uso da violência, é acusado da morte de 829 pessoas ao longo de quatro décadas de luta para a independência do País Basco, região localizada no norte da Espanha e sudoeste da França.
O grupo, que este ano disse que iria colocar todas as suas armas "fora de uso operacional", ainda é classificado como uma organização terrorista pela União Europeia e os Estados Unidos. Fonte: Dow Jones Newswires.
Fonte: Exame.com

Psicologia estuda relação entre sucesso em Copa e felicidade

O estudo será completado com a coleta de informações sobre as expectativas geradas pela Copa

Torcida brasileira comemora gol em estadio de Dortmund, na Alemanha, em 2006
Segundo pesquisadores, no Brasil as expectativas da torcida são máximas
Valência.- A relação entre o sucesso ou o fracasso das seleções que vão disputar a Copa do Mundo e a felicidade da população será conhecida após o torneio graças a um estudo psicológico elaborado em vários países.
'O estudo vai analisar o impacto emocional que, tanto em nível individual como em grupo, será gerado pelas insatisfações e as alegrias do Mundial tanto entre os torcedores como entre quem não gosta de futebol', afirmou à Agência Efe a professora da Universidade de Valência e uma das diretoras do projeto, Rosa Baños.
O estudo será completado com a coleta de informações sobre as expectativas geradas pela Copa, sobre o que os torcedores sentem antes e depois das partidas e sobre as sensações que ficarão no final.
Trata-se de um projeto elaborado pelas universidades de Valência e a Universidade Jaume I, de Castellón, com a colaboração da Universidade Pompeu i Fabra, de Barcelona, e sob a coordenação de pesquisadoras argentinas e chilenas.
Mais de mil pessoas começaram a colaborar com opiniões na Espanha e em muitos lugares das Américas, assim como também em França, Itália e Camarões.
Segundo a primeira parte do estudo, metade dos argentinos consultados se sentirá 'extremamente feliz' se sua seleção ganhar, porcentagem que diminui entre espanhóis e brasileiros.
Os torcedores chilenos serão os mais felizes se forem campeões, mas junto com os mexicanos também serão os mais surpreendidos se isso acontecer. Já a surpresa e a sensação de tristeza por não ganhar se destaca entre os argentinos.
Baños explicou que os impactos positivos ou negativos de um resultado esportivo condicionam o estado de ânimo das pessoas e lembrou os momentos vividos recentemente na Espanha por Real Madrid, Atlético de Madrid, Barcelona, Sevilla e Valencia.
'Após um resultado positivo, podemos até nos esquecer da crise econômica e até gastar mais', declarou.
'Nos interessa conhecer o efeito dessas expectativas sobre nosso bem-estar', acrescentou, após indicar que poderá ser comprovado 'se as derrotas duram mais tempo que as vitórias no estado de ânimo'.
Para destacar o papel que os aspectos emocionais têm no futebol, ela lembrou que está provado que as equipes ganham com mais facilidade como anfitriãs, entre outros motivos, pela influência emocional positiva dos tprcedores.
O estudo também analisa o estado de ânimo dos não interessados pelo futebol. 'Às vezes, após uma vitória, até eles vão às ruas para festejá-la', indicou.
Na pesquisa também serão conhecidas questões tribais, de cabala ou ligadas a superstição que pessoas de qualquer nível intelectual podem desenvolver.
Os pesquisadores acreditam que, na Argentina, como consequência do tempo transcorrido desde o último título, pode haver mais ansiedade pelo título do que na Espanha, onde a satisfação do último torneio é recente, enquanto no Brasil as expectativas são máximas.
Junto com Rosa Baños, completam a equipe de trabalho a catedrática Cristina Botella, junto com Ernestina Etchemendy, Guadalupe Molinari, Rocío Herrero (Argentina) e Macarena Espinoza (Chile), que recebem no site https://es.surveymonkey.es.com/s/mundial2014 as respostas de todos os interessados em participar do programa. EFE
Fonte: Exame.com

Manifestantes fazem 9º ato contra Copa no centro de SP

Os policiais militares que acompanhavam o ato estreiam neste sábado o uniforme antiprotestos, com capacete e armadura pretas

Muro alterado por manifestantes contra a Copa do Mundo: máscara preta foi adicionada ao rosto do jogador Neymar
Os manifestantes carregavam cartazes contra o Mundial
São Paulo - O 9º ato contra a Copa do Mundo na cidade de São Paulo atraiu cerca de 100 pessoas até 16h40 deste sábado, 31, diante do Teatro Municipal, no centro.
O ato foi marcado para as 15h e contava, no início da tarde deste sábado, com 3,6 mil confirmações. Os manifestantes carregavam cartazes contra o Mundial.
Os policiais militares que acompanhavam o ato estreiam neste sábado o uniforme antiprotestos, com capacete e armadura pretas, além dos cassetetes.
Alguns deles levavam balas de borracha. Eles pertencem à Companhia de Ação Especial Policial, ligado ao Primeiro Comando de Policiamento de Área, que já participava de manifestações.
Ao chegarem em frente ao Teatro Municipal, foram recebidos com vaias e acusações de "fascistas". Os comentários de pedestres que passavam pelo local é de que os PMs parecem Robocops. Alguns pedem até para tirar fotos ao lado dos policiais.
Paulista
Cerca de 50 pessoas, de acordo a Polícia Militar, protestam na Avenida Paulista, também na região central da cidade. O grupo reivindica a saída da presidente Dilma Rousseff (PT) e bloqueava uma pista da via no sentido Paraíso, na altura da Rua Haddock Lobo por volta das 16h40.
Manhã
Outro grupo de movimentos sociais fez marcha no centro de São Paulo durante a manhã a favor da reforma política. Cerca de 500 pessoas partiram da Praça Ramos de Azevedo, perto do Teatro Municipal, por volta das 9h. O ato terminou na Praça da Sé, às 12h30.
"Nosso objetivo era levar às ruas o tema da reforma política", explicou o coordenador da Central de Movimentos Populares Raimundo Bonfim. A pauta de reforma política ganhou força no ano passado por sugestão da presidente Dilma Rousseff (PT), após as manifestações de junho, mas não foi votada pelo Congresso.
Outra reivindicação do grupo, de acordo com Bonfim, é a extinção do financiamento privado de campanhas eleitorais. "Queremos que o Supremo (Tribunal Federal, o STF) vete isso", afirma ele, que também defende a criação de uma Constituinte exclusiva.
No percurso, os manifestantes também chegaram a bloquear o Viaduto do Chá por mais de meia hora. De acordo com a Polícia Militar, a passeata teve um pico de mil participantes e não houve ocorrências. Já os organizadores afirmam que quase seis mil pessoas participaram do ato.
Fonte: Exame.com

Novos tratamentos contra câncer têm resultados promissores

É a primeira vez que um anticancerígeno ingerido por via oral permite um aumento claro da sobrevivência destes pacientes

Célula cancerígena
Câncer: agente estimula a autodestruição de células cancerosas e bloqueia sua proliferação
São Paulo - Vários novos tratamentos contra cânceres avançados de pulmão, sangue, tireoide e ovário resistentes a outras terapias deram resultados positivos, segundo testes clínicos divulgados neste sábado e que confirmam os avanços feitos na luta contra a doença.
A Imbruvica (Ibrutinib), dos laboratórios americanosPharmacyclics e Johnson & Johnson, conseguiu prolongar a vida de pessoas afetadas por leucemia linfoide crônica, que não respondiam à quimioterapia combinada com um anticorpo, o tratamento padrão para este câncer do sangue, o mais comum em adultos.
Este agente estimula a autodestruição de células cancerosas e bloqueia sua proliferação. A agência que regula medicamentos e alimentos nos Estados Unidos (FDA) o aprovou no fim de 2013 para tratar linfomas resistentes e, em fevereiro de 2014, para a leucemia.
É a primeira vez que um anticancerígeno ingerido por via oral permite um aumento claro da sobrevivência destes pacientes, reforçaram os pesquisadores, que apresentaram este estudo clínico na conferência anual da American Society of Clinical Oncology (ASCO), o maior colóquio sobre o câncer, reunido este fim de semana em Chicago (Illinois, norte dos Estados Unidos).
"Com o Ibrutinib, cerca de 80% dos pacientes ainda estavam em remissão um ano depois, duas vezes mais do que se pode esperar de uma terapia padrão", comentou John Byrd, professor de medicina na Universidade de Ohio, que fez este estudo com 391 pacientes com idade média de 67 anos.
"Estes dados favorecem o uso deste medicamento como primeiro tratamento para estes doentes", avaliou.
Outros tratamentos permitiram atrasar em um ano e meio o avanço de tipos agressivos de câncer na tireoide.
O Lenvatinib, um agente desenvolvido pelos laboratórios SFJ Pharmaceuticals, dos Estados Unidos, e Eisai, do Japão, também levou à redução do tumor em cerca de dois terços dos doentes.
"Confiamos que, com estes resultados, o Lenvatinib se tornará a primeira opção para tratar este tipo de câncer de tireoide", resistente ao iodo radioativo, eficaz na grande maioria dos casos, disse Martin Schumberger, oncologista da universidade francesa Paris-Sud, que chefiou o teste clínico de fase 3 em 392 pacientes.
Um terceiro teste clínico, também apresentado na conferência da ASCO, esteve relacionado com o Ramucirumab (Cyramza), um antiangiogênico do laboratório americano Eli Lilly que bloqueia a formação de vasos sanguíneos nos tumores.
Aprovado em fevereiro de 2014 pela FDA para o tratamento do câncer agressivo de esôfago, este medicamento permitiu prolongar a vida de pacientes com câncer muito avançado de pulmão, segundo teste clínico divulgado neste sábado.
Este resultado modesto foi considerado, de qualquer forma, significativo pelos oncologistas, por ser "o primeiro tratamento que, em dez anos, permite melhorar a evolução deste câncer com um tratamento alternativo à quimioterapia", explicou Maurice Pérol, diretor do serviço de oncologia do tórax no centro contra o câncer da cidade francesa de Lyon e principal autor deste estudo.
Finalmente, um teste clínico com dois agentes experimentais tomados de forma combinada, o Olaparib e o Cediranib, do laboratório britânico AstraZeneca, permitiu duplicar, a 17,7 meses, a sobrevivência de mulheres vítimas de um câncer agressivo de ovário em relação às pacientes não tratadas com Olaparib. Trata-se do primeiro inibidor da enzima PARP que permite o reparo do DNA das células cancerosas.
O Cediranib, por sua vez, bloqueia a formação de vasos sanguíneos no tumor e o crescimento de células cancerosas.
Nenhuma destas duas moléculas ainda foi aprovada pela FDA.
Dispõe-se atualmente de muitas famílias de moléculas que agem sobre distintos objetivos e que permitem bloquear a proliferação de células cancerosas.
A quimioterapia tradicional, ao contrário, bloqueia unicamente a multiplicação destas células mas tem maiores efeitos colaterais.
"Com o desenvolvimento alcançado pela medicina genômica estes últimos anos se tornou possível enfrentar cânceres resistentes aos tratamentos padrão", explicou o oncologista Gregory Masters, do Helen Graham Cancer Center de Newark (Delaware, leste dos Estados Unidos).
Fonte: Exame.com

Duarte Cordeiro Proposta de Seguro sobre primárias abertas é "inventanço"

O vereador da Câmara de Lisboa Duarte Cordeiro disse ao semanário Sol que a proposta de realização de eleições primárias, de António José Seguro, é “um inventanço” e algo “incoerente”, pelo que este acabará por perceber que “terá de haver congresso”.
POLÍTICA
Proposta de Seguro sobre primárias abertas é inventanço
“Um inventanço” e algo “incoerente”. É desta forma que o vereador da Câmara de Lisboa Duarte Cordeiro classifica a proposta do líder do PS de recorrer a eleições primárias para escolher o secretário-geral do partido e, consequentemente, o candidato a primeiro-ministro.

A declaração, em que o socialista disse entender que António José Seguro está a fazer um “bloqueio administrativo”, foi dada ao semanário Sol.
“Não me parece a forma mais democrática de lidar com as propostas dos outros”, explicou, garantindo que “Seguro vai perceber mais tarde ou mais cedo que vai ter que marcar o Congresso”.
“Para quem falou que os estatutos são a Constituição, esta solução das primárias abertas é incoerente. Não está prevista nos estatutos e por isso tem que haver congresso”, sublinhou Duarte Cordeiro.
Fonte: NM

Sporting Petkovic pronto para assinar

SAD do Sporting e lateral-direito do Estrela Vermelha limam apenas algumas arestas de um contrato que deverá ter cinco épocas de duração
DESPORTO
Petkovic pronto para assinar
O acordo entre Sporting e Marko Petkovic está cada vez mais próximo e tudo indica que, apesar de não estar ainda fechada, a transferência venha a ser concluída nos próximos dias.

O lateral-direito do Estrela Vermelha de Belgrado deverá custar aos cofres da SAD perto de 800 mil euros e assinar um contrato com a duração de cinco temporadas. Depois do total acordo com o clube sérvio, os leões tiveram alguma dificuldade em encontrar uma plataforma de entendimento com o atleta no que aos vencimentos diz respeito, mas as últimas horas ficaram marcadas pela aproximação das posições, sabendo O JOGO que o processo depende agora do mero acerto de alguns detalhes.
Fonte: NM

Pires de Lima "Sucesso" de Sines deve ser replicado em "todos os portos"

O ministro da Economia, António Pires de Lima, afirmou hoje que o Governo pretende para "todos os portos nacionais" o "sucesso" alcançado em Sines, pois o setor portuário é "determinante" para o crescimento da economia nacional.
ECONOMIA
Sucesso de Sines deve ser replicado em todos os portos
O ministro, que discursava durante a cerimónia de celebração do 10.º aniversário da operação do terminal de contentores de Sines, lembrou que, em 2013, a movimentação de mercadorias nos portos continentais cresceu 17% em relação ao ano anterior, o que é um "reflexo evidente de que Portugal está a recuperar".

Os números são também um sinal de que "uma correta, ambiciosa e ousada estratégia portuária desempenha um papel determinante" no crescimento nacional, referiu, sublinhando que o país precisa de "um setor marítimo-portuário forte, competitivo, pujante e ao serviço das empresas".
António Pires de Lima destacou o crescimento de 68%, no ano passado, da infraestrutura concessionada à PSA Sines, filial da multinacional de Singapura PSA International.
O ministro da Economia, que recusou prestar declarações aos jornalistas após a sua intervenção, classificou como "ambicioso" o Plano Estratégico dos Transportes e Infraestruturas (PETI) no que diz respeito ao desenvolvimento da capacidade portuária nacional.
"Queremos fazer de Portugal um país competitivo à escala europeia e mundial no sentido de atrair movimentação portuária", sustentou.
Por isso, afirmou encarar "com particular ironia algumas críticas" que surgiram "aquando da apresentação" do documento.
"No conjunto de todos os portos principais" portugueses, foram movimentados, em 2013, "um pouco mais de dois milhões de TEU" (unidade equivalente a um contentor de 20 pés), volume que "cabe em metade da capacidade de um grande porto espanhol", convidou a refletir o governante.
Entre os 59 projetos de investimento prioritários do PETI, inclui-se a expansão do Terminal XXI e o desenvolvimento da ligação ferroviária Sines -- Lisboa -- Madrid, o que evidencia, segundo Pires de Lima, a "importância que o atual Governo atribui ao Porto de Sines".
O executivo PSD/CDS-PP tem desenvolvido negociações com a PSA Sines no sentido de autorizar um investimento aproximado de 95 milhões de euros na expansão do terminal portuário, que ficará com 1.230 metros de extensão e capacidade para movimentar perto de três milhões de TEU por ano.
No início deste mês, foi assinado um memorando de entendimento entre a empresa e a Administração dos Portos de Sines e do Algarve (APS), aquando da deslocação do Presidente da República de Singapura a Portugal, no qual foi assumido, de acordo com o ministro da Economia, o compromisso de se "chegar a um entendimento formal" num "breve espaço de tempo".
Pires de Lima afirmou estar convicto de que, "nos próximos meses", a negociação irá terminar, com um acordo "ganhador para as duas partes".
"Estamos verdadeiramente confiantes (...) de que será possível chegar a um entendimento neste processo benéfico para todas as partes e que cumpra, de uma forma segura, os requisitos básicos para que a PSA possa fazer o investimento em Portugal", disse.
Fonte: NM

Norte-americanos pedem eleições democráticas na Tailândia

O secretário de Defesa norte-americano, Chuck Hagle, apelou hoje para a realização imediata de eleições democráticas na Tailândia, depois de a junta militar no poder ter anunciado que a votação só deverá ocorrer em 2015.
MUNDO
Norte-americanos pedem eleições democráticas na Tailândia
"Apelamos ao exército da Tailândia para libertar os detidos, levantar as restrições à liberdade de expressão e atuar imediatamente para devolver ao povo o poder mediante eleições livres e justas", disse Hagle numa conferência em Singapura.

"Até que isto ocorra (...), o Departamento de Defesa suspende e reverá toda a assistência e colaboração militar com Banguecoque", acrescentou.
O chefe do Exército, general Prayuth Chan-ocha, que lidera a junta militar que assumiu o poder após o golpe de Estado de 22 de maio, anunciou a formação de um Governo interino para outubro.
O líder militar disse também que as eleições poderão realizar-se em 2015, em função do desenvolvimento das reformas que os militares querem implementar para acabar com a "corrupção política".
Mais de 270 pessoas, incluindo políticos, ativistas e jornalistas foram chamadas pela junta militar e foram privadas da liberdade por vários dias para acalmar os ânimos, segundo o general Prayuth Chan-ocha.
Entre os detidos encontra-se o ex-ministro da Educação no Governo deposto, Chaturon Chaisang, que foi levado por militares do Clube de Correspondentes Estrangeiros de Banguecoque, na terça-feira,
Uma fonte citada pela Efe, que pediu para não ser identificada por razões de segurança, disse hoje que o ex-ministro será ouvido em tribunal na próxima semana, por ter desafiado a lei marcial, que lhe pode valer uma pena de prisão até nove anos.
Chaturon Chaisang está ainda acusado de "incitação ao ódio" por declarações feitas no Clube dos Correspondentes Estrangeiros, crime punido com uma pena de até sete anos de prisão, por ter dito que a junta militar assumiu o poder de forma ilegal.
A mesma fonte disse que o ex-ministro defenderá a sua inocência e pedirá a liberdade provisória ao tribunal militar.
Os militares tailandeses já protagonizaram 19 tentativas de golpes, 12 com êxito, desde o fim da monarquia absoluta em 1932.
Fonte: NM

Carlos Zorrinho Tudo em aberto sobre candidato a futuro primeiro-ministro

O dirigente socialista Carlos Zorrinho disse hoje em Torres Vedras que "fica tudo em aberto" em relação ao candidato a primeiro-ministro, depois de o líder António José Seguro propor eleições primárias na sequência de António Costa ponderar candidatar-se.
POLÍTICA
Tudo em aberto sobre candidato a futuro primeiro-ministro
"Havia portugueses e militantes que entendiam que António José Seguro era a pessoa mais indicada para enfrentar a direita nas próximas eleições. Outras entendem que é António Costa ou outra pessoa. Está tudo em aberto", afirmou Carlos Zorrinho aos jornalistas, em Torres Vedras.

António José Seguro propôs hoje eleições primárias e vai reunir na próxima semana a Comissão Política para iniciar o processo de revisão dos estatutos nesse sentido, enquanto o presidente da câmara de Lisboa, António Costa propôs incluir nessa reunião a discussão da possibilidade de haver um congresso extraordinário, mas foi recusado.
Para Carlos Zorrinho, a proposta de Seguro traz "grande modernidade", porque "permite, por um lado, ter paz de espírito para aprofundar a discussão sobre o programa a apresentar aos portugueses nas eleições legislativas e permite, em tempo útil, que os militantes e simpatizantes possam escolher o rosto que entendem mais preparado para pôr em prática esse programa".
O socialista falava à saída para almoço da reunião da comissão política nacional, que decorre num hotel em Porto Novo, no concelho de Torres Vedras.
Fonte: NM

FESAP "Chumbo é sinal inequívoco da necessidade de inversão política"

A FESAP congratulou-se hoje com a decisão do Tribunal Constitucional (TC), considerando-a "mais um sinal inequívoco de que o Governo terá que fazer uma inversão da linha política de cortes cegos e de aumento de impostos".
ECONOMIA
Chumbo é sinal inequívoco da necessidade de inversão política
A Federação dos Sindicatos da Administração Pública (FESAP) reagia assim, em comunicado, à declaração de inconstitucionalidade pelo TC, na sexta-feira, dos cortes salariais aplicados aos trabalhadores da administração pública.

Na sexta-feira, o TC declarou a inconstitucionalidade de três normas do Orçamento do Estado (OE) para 2014, incluindo os cortes dos salários dos funcionários públicos a partir dos 675 euros, por ultrapassarem "o limite dos sacrifícios admissível".
Para a FESAP, a decisão dos juízes do palácio Ratton vai ao encontro do que sempre defendeu e é "mais um sinal" de que o Governo "terá que fazer uma inversão da linha política de cortes cegos e de aumento de impostos e contribuições que tem seguido".
"Além disso, este chumbo reitera também a ideia de que quaisquer cortes aplicados aos salários dos trabalhadores da Administração Pública teriam sempre que ter caráter excecional, sendo de legalidade duvidosa o seu prolongamento no tempo", lê-se no comunicado, que acrescenta esperar que a decisão do TC seja "integralmente cumprida" incluindo no processamento de salários e subsídios de férias que serão pagos em junho.
Além dos cortes dos salários dos funcionários públicos, os juízes do Palácio Ratton consideraram ainda inconstitucional o artigo 115.º do Orçamento do Estado, que aplica taxas de 5% sobre o subsídio de doença e de 6% sobre o subsídio de desemprego, e o artigo 117.º, que altera o cálculo das pensões de sobrevivência.
O artigo 75.º, que suspende os complementos de pensão em empresas do setor empresarial do Estado, com três anos de exercício negativo, foi considerado conforme à Constituição.
A fiscalização sucessiva da constitucionalidade das quatro normas foi suscitada por deputados do PS no dia 9 de janeiro e pelos deputados do PCP, BE e PEV no dia 17 do mesmo mês.
No processo foi incorporado o requerimento entregue no dia 6 de fevereiro pelo Provedor de Justiça, José de Faria Costa, para apreciação da constitucionalidade de parte das normas dos artigos 33.º e 117.º, relativos às remunerações no setor empresarial do Estado e às pensões de sobrevivência.
As três medidas declaradas inconstitucionais pelo tribunal foram avaliadas na apresentação dos respetivos orçamentos do Estado em cerca de 1.820 milhões de euros, mas o impacto do chumbo em 2014 será inferior a este valor, não só pela saída de milhares de funcionários públicos desde o início dos cortes, em 2011, como pela não retroatividade do chumbo.
Fonte: NM

PCP Jerónimo de Sousa pede a Cavaco que demita o Governo

O secretário geral do PCP, Jerónimo de Sousa, apelou hoje ao Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, que demita o Governo, depois do Tribunal Constitucional (TC) chumbar três normas do Orçamento do Estado para 2014.
POLÍTICA
Jerónimo de Sousa pede a Cavaco que demita o Governo
O dirigente comunista, que falava em Oeiras num comício do PCP, disse que o "Governo não sabe lidar com a lei-mãe do país" e acrescentou: "com base nos resultados eleitorais, nesta política e nesta afronta à constituição o Presidente da República só deveria fazer uma coisa que é demitir já este Governo".

Jerónimo de Sousa acusou o Governo de estar "permanentemente a violar" a Constituição da República" e reforçou que "isto não pode continuar", pedindo a Cavaco Silva que tenha o "bom senso" de fazer cumprir a Constituição.
"Ou o Presidente da República fez aquele juramento [a Constituição] fazendo figas?", questionou, desafiando: "Um outro Presidente da República demitiria já este Governo".
O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, admitiu hoje que a decisão do TC o deixou "profundamente preocupado" e na sexta-feira recusou comprometer-se com o não aumento de impostos.
Perante a possibilidade de aumento da carga fiscal, o secretário-geral do PCP considerou que o primeiro-ministro iniciou "uma operação enviesada para conseguir os mesmos resultados", ou seja um conteúdo inconstitucional.
O líder do PCP admitiu voltar a recorrer ao TC se surgirem "novas medidas de saque aos mesmos", ou seja os trabalhadores e pensionistas.
O Tribunal Constitucional chumbou na sexta-feira três normas do Orçamento do Estado para 2014, incluindo os cortes dos salários dos funcionários públicos a partir dos 675 euros, mas a decisão não tem efeitos retroativos.
Os juízes do Palácio Ratton consideraram ainda inconstitucional a aplicação de taxas sobre os subsídios de doença (5%) e de desemprego (6%) e o cálculo das pensões de sobrevivência.
Fonte: NM

sexta-feira, 30 de maio de 2014

Ao invés de um buraco negro, pode haver um buraco de minhoca no centro da Via Láctea

buraco
A teoria de que há um buraco negro supermassivo no centro da cada grande galáxia é bem conhecida, mas um novo estudo da Universidade Fudan (China) está desafiando esse conceito.
De acordo com os pesquisadores Zilong Li e Cosimo Bambi, ao invés de um buraco negro, pode haver um buraco de minhoca no centro da nossa galáxia. Aliás, no centro de todas as galáxias.
Esses buracos de minhoca teriam sido criados no começo da história do universo e podem (teoricamente) conectar duas regiões diferentes do nosso universo, ou dois universos diferentes (considerando o modelo de multiverso).

Como saber se temos um buraco de minhoca

Um buraco de minhoca é basicamente um “atalho” através do espaço e do tempo. Embora nunca tenha sido observado, este fenômeno hipotético do espaço-tempo é previsto pela Teoria da Relatividade Geral e foi postulado pela primeira vez por Albert Einstein e seu colega Nathan Rosen. Ainda precisamos provar que buracos de minhoca existem, mas, por enquanto, a Teoria da Relatividade Geral tem acertado bastante.
Agora, o novo estudo acredita que há uma maneira de provar que esses buracos existem, e que um deles está bem no meio de nossa galáxia – através do Very Large Telescope Interferometer, um telescópio que ainda está sendo construído, no Observatório Europeu do Sul, no Chile. Um dos instrumentos deste telescópio, Gravity, pode ser capaz de detectar buracos de minhoca.
“Em poucos anos, o instrumento Gravity terá a capacidade de fazer imagens das bolhas de plasma orbitando perto da órbita circular estável mais interna do sGra*, o candidato a buraco negro supermassivo da Via Láctea. A imagem secundária de um ponto quente em órbita em torno de um buraco de minhoca é substancialmente diferente da de um ponto quente em torno de um buraco negro, porque a esfera de captura de fótons do buraco de minhoca é muito menor, e sua detecção poderia, assim, testar se o centro da nossa galáxia abriga um buraco de minhoca em vez de um buraco negro”, dizem Li e Bambi.
zvjinwlxwsucsxj6hzho

Então a viagem intergaláctica é possível?

Bom, já que um buraco de minhoca é um “canal” para viajar de um a outro ponto no espaço e no tempo, isso significa que seremos capazes de fazer viagens intergalácticas em poucos segundos?
Não exatamente.
Teoricamente, buracos de minhoca podem existir, podem estar em nossa galáxia e podem permitir viagens mais rápidas do que a luz (porque, enquanto os objetos que passam através de um buraco de minhoca ainda se movem em velocidades menores do que a luz, vão de um ponto do universo para outro muito mais rápido do que um raio de luz viajando fora desse buraco de minhoca, através do espaço regular).
Além disso, teoricamente, buracos de minhoca podem permitir viagens no tempo, e podem conectar universos diferentes (se a teoria dos muitos universos paralelos, da mecânica quântica, for verdadeira). Nesse caso, ao passar por um buraco de minhoca, você iria certamente parar em outro universo que não este que estamos.
Mas repare que a palavra-chave aqui é “teoricamente”. Na prática, isso significa que não temos a menor ideia do que realmente vai acontecer quando alguém passar por um buraco de minhoca – isso se ele de fato existir. O que é extremamente legal, no entanto, é que podemos saber se eles existem mesmo muito em breve. 
Fonte: hypescience